Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar

Ver comentários
Junho Vermelho

Deputada Luana visita Hemocentro de Palmas e incentiva doação de sangue

A deputada visitou as instalações e conheceu um pouco mais sobre o processo de triagem, tratamento, armazenamento e distribuição de sangue
- Atualizada em
Deputada Luana visita Hemocentro de Palmas Foto: Divulgação

 

A deputada estadual Luana Ribeiro (PDT) visitou o Hemocentro de Palmas, na manhã desta quinta-feira, 30, onde conheceu suas instalações e debateu sobre ações de incentivo à doação de sangue. Ela é autora do projeto de lei que institui o Junho Vermelho e a ação faz parte da campanha de doação promovida pela parlamentar. Luana estava acompanhada de sua equipe que doou sangue voluntariamente.

 

A deputada, que foi recebida pela Diretora da Rede de Sangue do Estado (Hemorede), Pollyana Gomes, e pela equipe do Hemocentro, visitou as instalações e conheceu um pouco mais sobre o processo de triagem, tratamento, armazenamento e distribuição de sangue.

 

https://ci6.googleusercontent.com/proxy/RnNZfQn2o2xpggJQqefCOervMbPIci5mujDPJnvl43kv6Rtxjyh5gHN_JKVzeU-aaGz3pePFgxfoAAtZJZNx8mveVTc-11j98EfuAJVcumUenA=s0-d-e1-ft#https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

“Para mim é um privilégio e uma grande oportunidade estar aqui para verificar in loco o processo de doação de sangue, conversar com os profissionais da área e doadores. Como parlamentar tenho priorizado estar junto da população e conhecer a realidade de cada ação e projeto que proponho”, disse Luana Ribeiro.

 

Para a diretora da Hemorede ter esse incentivo é fundamental, pois eles contam com a doação voluntária e manter o estoque em alta é a prioridade do Hemocentro. “Tabalhamos com o estoque do dia. Hoje nosso estoque de sangue positivo é satisfatório, por exemplo, mas o de sangue negativo não, pois são os mais raros. Mas em uma situação de emergência são os negativos que atendem”, explicou Pollyana Gomes.

 

Segundo os técnicos do Hemocentro, a rotatividade de doadores tem que ser constante, pois o sangue estocado tem uma validade de 35 a 42 dias, e a campanha do Junho Vermelho acaba chamando a atenção para o assunto e incentivando a fidelização de doadores. No Hemocentro de Palmas, eles concentram todas as informações sobre doação e distribuição de sangue e além de ser um centro coletor,  também contam com uma unidade no HGP, em Porto Nacional e uma unidade móvel.

 

Projeto de Lei

 

Durante a visita, a deputada Luana Ribeiro discutiu com os profissionais do Hemocentro detalhes técnicos do projeto de lei apresentado por ela, que isenta motoristas doadores de sangue de multas de trânsito em casos de infrações leves. A deputada ouviu atentamente as colocações dos bioquímicos e médicos hematologistas sobre a necessidade da doação ser voluntária, sem haver nenhum tipo de troca e explicou que o projeto é uma demanda social e que ele será amplamente discutido na Assembleia Legislativa para averiguar a viabilidade técnica e jurídica da proposta.

 

A diretora registrou que Luana Ribeiro é a primeira parlamentar a visitar o Hemocentro para debater um projeto de lei com os técnicos da área.