Professores deflagram greve em Peixe: categoria cobra Piso Salarial Nacional

Categoria cobra cumprimento do Piso Salarial Profissional Nacional do Magistério e melhores condições de trabalho...
26/02/2014 10:50:07 1.274 Ascom Divulgação
Professores entram em greve Professores entram em greve

Os trabalhadores em educação do município de Peixe, distante 310 km da capital, deflagraram greve durante assembleia geral realizada na última segunda-feira, 24, com a participação do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Tocantins - Sintet, José Roque Santiago.


Os professores cobram a criação de uma Comissão Permanente de Acompanhamento do PCCR, com representantes escolhidos pela categoria e sindicato (paritária); cumprimento da data-base; melhores condições de trabalho (equipamentos, estrutura e materiais pedagógicos), além da definição do dia correto do pagamento em cumprimento a dispositivos legais, que estipula pagamento de salário até o 5º dia útil do mês subsequente.
 

Segundo o presidente, a prefeita municipal Neila Pereira dos Santos, não tem cumprido a Lei do Piso, ato de desrespeito com os direitos da categoria. “E inadmissível nos dias atuais que um gestor não cumpra a Lei do Piso. O trabalhador deve ter seus direitos respeitados”, disse Jose Roque.  
 

Apesar de deflagrada na segunda, 24, a paralisação geral das atividades acontece na quinta-feira, dia 27/02. Na próxima sexta-feira, 28, haverá uma nova assembleia com a categoria e será realizada uma carreta pelas ruas da cidade de Peixe.