Palmas, Tocantins -
Trafegabilidade
1.194 visualizações

Ao custo de R$ 146 milhões, Governo recupera trechos críticos de rodovias estaduais

Ao todo, são 14 trechos de rodovias estaduais, abrangendo diretamente 14 municípios em duas regiões, no sudeste e no centro do Estado.
- Atualizada em
Reconstrução de asfalto. Ageto - Divulgação

Por meio de Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema), o Governo do Tocantins está reconstruindo a pavimentação asfáltica e devolvendo as condições de trafegabilidade em 411,38 km de extensão. Ao todo, são 14 trechos de rodovias estaduais, abrangendo diretamente 14 municípios em duas regiões, no sudeste e no centro do Estado. As obras foram orçadas em R$ 146,6 milhões, com prazo de 1.440 dias para serem entregues.

 

O Crema é a principal modalidade do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS) em parceria com o Governo do Tocantins. Os trechos foram escolhidos a partir de uma estratégia de fortalecimento da infraestrutura e logística de transporte e desenvolvimento pelo viés das rodovias tocantinenses.

 

Os serviços já estão sendo executados nos primeiros trechos e, passarão progressivamente aos demais. São eles: Dianópolis a Novo Jardim; Novo Jardim à divisa TO-GO; Entroncamento TO-040 a Ponte Alta do Bom Jesus; Ponte Alta do Bom Jesus ao Entroncamento da BR-242 (Taguatinga); Taguatinga a Aurora; Aurora a Lavandeira; Lavandeira a Combinado; Combinado a Novo Alegre; Novo Alegre à divisa TO-GO. Além do entroncamento da TO-110 que dá acesso ao balneário turístico dos Azuis, em Aurora do Tocantins.

 

Na região central do Estado são os trechos das rodovias TO-080, entre Palmas e Paraíso; da TO-070, entre Porto Nacional e Brejinho de Nazaré; e da TO-255, entre Porto Nacional e Monte do Carmo.

 

“Essas rodovias devem permanecer com boas condições de trafegabilidade durante a vigência do contrato, que é de cinco anos em média. É uma garantia dada pelo Crema, que realiza periodicamente no segmento atividades que vão de roçadas até reparos na pista”, afirma o presidente da  Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto) Virgílio Azevedo.

 

Erosão

 

A erosão, no perímetro urbano de Araguaína, às margens da TO-222 era um problema antigo que está sendo solucionado por esta gestão, por meio de uma obra de macrodrenagem. O investimento é de R$ 3,5 milhões. Cerca de 78% da obra já foi realizada. Todo o sistema é composto por 260 metros de galerias e 90 metros de bueiros. A obra é financiada pelo Banco Mundial, via Programa PDRIS.

 

Pavimentação

 

A pavimentação asfáltica da rodovia TO-141 está bem adiantada. O trecho liga Palmeirópolis à divisa do estado de Goiás, na região sul tocantinense. O projeto prevê a realização de obras de terraplenagem, drenagem pluvial e construção do asfalto de 26,25 km da rodovia.

 

A estrada terá pista simples de mão dupla com faixa de domínio de 80 metros. A obra foi orçada no valor de R$ 24,1 milhões, com prazo de entrega em 540 dias. Os recursos são provenientes Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), na modalidade pavimentação.

 

Vicinais

 

Também foram iniciadas nesse mês outras 20 obras financiadas pelo programa PDRIS, mas dentro da modalidade vicinais. São obras de melhorias nas estradas vicinais no município de Palmas. O investimento na zona rural da Capital é de mais de R$ 2,4 milhões.

 

Desse montante, cerca de R$ 370 mil são para vigas de concreto que serão usadas em seis pontes que serão montadas no lugar onde atualmente funcionam velhas pontes de madeira. Serão quatro pontes de 10 metros cada, e duas de 20 metros.

 

Apertar da hora

 

Outra obra de grande importância, que está em finalização, é a de correção do traçado da rodovia TO-387. Um trecho sinuoso de cerca de 2 km com várias curvas perigosas em sequência na serra. Diversos acidentes já aconteceram no local. A rodovia liga o município de Palmeirópolis  ao estado de Goiás. O valor da obra está estimado em R$ 1 milhão e trará mais segurança aos motoristas que trafegarem na rodovia.

 

Força-tarefa

 

Logo que acabou o período chuvoso a  Agência Tocantinense de Transportes e Obras iniciou uma força-tarefa tapando os buracos das rodovias nos trechos mais danificados. Já são cerca de mil quilômetros recuperados, somados nas sete Residências Rodoviárias no Estado. A operação tapa-buracos da força-tarefa já está completando uns 35 dias. A expectativa é de que em 60 dias, toda a malha rodoviária receba a manutenção nos buracos e também o roço nas laterais das pistas. Os serviços dessa operação são realizados por equipes da própria Ageto.

 

Não Pavimentadas

 

Também fazem parte dos trabalhos da força-tarefa da Ageto, os serviços de recuperação de rodovias estaduais não pavimentadas danificadas pelas chuvas. São trabalhos de nivelamento do pavimento, roçagem, etc. Do cronograma pré estabelecido para a recuperação e conservação das rodovias estaduais não pavimentadas 497,30 quilômetros estão em manutenção, alguns deles já concluídos.

 

Ponte

Com objetivo de garantir a trafegabilidade dos usuários da TO-255, o Governo do Tocantins realizou obras de manutenção e conservação na ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional.  A reforma viabilizou a retomada da passagem de carros de passeio, caminhonetes, motos, ciclistas e pedestres. O investimento foi de cerca de R$ 2 milhões e a estrutura ganhou novo pavimento, nova sinalização, pórticos limitadores de altura e redutores de velocidade.Paralelamente, o Governo providenciou a travessia via balsas para veículos de carga, como caminhões e ônibus.