Palmas, Tocantins -

Política


Pedido
1.304 visualizações

PSDB Nacional notifica Diretório Estadual quanto pedido de intervenção local

Diretório Estadual terá um prazo de oito dias para apresentação de defesa.
- Atualizada em
Divulgação

O PSDB Tocantins foi notificado, na tarde desta segunda-feira, 17, pela Executiva Nacional, sobre um pedido de intervenção no Diretório Estadual. O pedido, de acordo com o PSDB Nacional, foi feito pelo afiliado do partido e presidente da Fundação Municipal da Infância e Juventude de Palmas, João Pedro Dornelles Claret, quanto a conduta do Diretório Estadual e está previsto no estatuto do partido.

 

Na notificação, assinada pelo presidente nacional, Bruno Araújo, o Diretório Estadual terá um prazo de oito dias para apresentação de defesa. Assim que apresentada a defesa do Diretório, ambos (pedido e defesa) serão analisados pela Executiva Nacional.

 

Os pedidos de intervenção estão previstos no Estatuto do PSDB. O procedimento tem entre seus objetivos manter a integridade partidária, preservar a linha política, assegurar a disciplina, fidelidade e ética partidária e promover o desempenho político-eleitoral.

 

 

Estadual x Nacional

 

O pedido de intervenção é mais um capítulo da disputa entre a sigla estadual e a nacional, com vistas ao processo eleitoral que se aproxima. Isso, por que o presidente estadual, ex-senador Ataídes Oliveira, e a presidente da Metropolitana do partido, deputada estadual Luana Ribeiro, já se colocaram como pré-candidatos à Prefeitura de Palmas. Eles defendem a realização de prévias para escolher o candidato do PSDB que concorrerá a Prefeitura de Palmas.

 

 

Poderes

 

Em reunião no dia 12, a Executiva Nacional do PSDB delegou ao presidente do partido, Bruno Araújo, todos os poderes necessários para garantir a candidatura à reeleição da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro. A reeleição de Cinthia tem apoio unânime do partido, em especial do PSDB-Mulher, presidido pela ex-governadora Yeda Crusius.

 

A prefeita recebeu total apoio dos membros da Executiva Nacional e segmentos partidários, diante das dificuldades encontradas com o Diretório Estadual do PSDB no Tocantins, que estaria caminhado em dissonância com as resoluções e diretrizes da Executiva Nacional.

 

Ao T1, a assessoria de comunicação do Diretório Estadual disse que o Jurídico do partido deve responder apurar a denúncia feita por João Pedro Dornelles Claret, e se manifestar no prazo determinado, ou seja oito dias.