Palmas, Tocantins -

Cidades


Decreto Municipal
296 visualizações

Aurora do TO proíbe visitas a atrativos turísticos após aumento de casos de Covid-19

O decreto municipal proíbe a abertura dos atrativos turísticos a partir desta segunda-feira, 11, e possui validade até o dia 24 de janeiro.
- Atualizada em
Descrição: O rio Azuis é uma das principais atrações turísticas do TO. Thiago Sá/Governo do Tocantins

Após aumento de casos de Covid-19 em Aurora do Tocantins, no sudeste do Estado, a prefeitura proibiu visitação a todos os pontos turísticos públicos e privados localizados no município. O decreto municipal começa a valer nesta segunda-feira, 11, e possui validade até o dia 24 de janeiro.

 

O decreto que também estabelece outras medidas de prevenção à pandemia foi publicado no último domingo, 10.

 

O chefe de gabinete da prefeitura de Aurora, Domingos Pereira, afirmou que a decisão considerou o aumento de casos do vírus e a baixa estrutura de saúde da cidade. “Foi muito grande o número focos de contaminados e de pessoas suspeitas. Decidimos fechar os atrativos devido a nossa cidade ter uma baixa estrutura na área da saúde, estamos a 500 quilômetros de Palmas, que é a nossa referência”, comentou.

 

Em caso de descumprimento, os estabelecimentos privados poderão ser multados em R$ 600, e os moradores e/ou visitantes podem receber multa de R$ 300, além de sofrerem outras penalidades como interdição, cassação do alvará de funcionamento e advertência escrita.

 

Aurora tem um dos principais pontos turísticos do Tocantins: o Rio Azuis, terceiro menor do mundo. A cidade é localizada no sudeste do estado, na região das Serras Gerais, a aproximadamente 530 km de Palmas.

 

O chefe de gabinete disse que durante o período das festas de fim de ano os casos de Covid-19 subiram. “Do período do natal para cá voltou a subir. Aurora passou quatro meses sem nenhum caso de Covid. É uma medida para prevenir a nossa população e os próprios turistas”, explicou.

 

Outras medidas do decreto

 

O texto também proíbe qualquer atividade que provoque aglomeração, tais como: a realização de eventos festivos, esportivos, culturais, educacionais, feiras e shows. Estabelecimentos essenciais poderão funcionar normalmente, cumprindo as medidas necessárias de combate ao vírus.

 

Após o fim do decreto a situação será analisada novamente, podendo haver prorrogação.

 

Situação epidemiológica

 

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde desta segunda-feira, 11, Aurora do Tocantins acumula 63 casos confirmados de Covid-19. A cidade não confirmou nenhum óbito pelo vírus.

Notícias sobre:

aurora tocantins decreto turismo