Palmas, Tocantins -

Cidades


Novo decreto
128 visualizações

Colinas terá toque de recolher das 22h às 6h: decreto também suspende eventos

Os cultos e reuniões religiosas poderão ocorrer com limitação apenas para de 30% da capacidade máxima do local. As academias esportivas deverão limitar a quantidade de usuários a 30%
- Atualizada em
Descrição: Colinas - TO Divulgação

A Prefeitura de Colinas, por meio da Secretaria de Saúde, publicou nesta sexta-feira, 26, no Diário Oficial do Municipio (DOM), novo decreto com mais medidas de prevenção à Covid-19 e o toque de recolher das 22h às 6h. 

 

Fica suspenso pelo prazo prazo de 10 dias a realização de eventos e atividades com a presença de público, que envolvem aglomeração de pessoas, tais como
eventos desportivos, shows, feiras, eventos científicos, festas particulares, reuniões, passeatas e afins.

 

Os cultos e reuniões religiosas, poderão ocorrer com limitação apenas para de 30 % da capacidade máxima do local. As academias esportivas também deverão limitar a quantidade de usuários a 30%.

 

Os serviços de entrega ainda poderão funcionar até a meia noite, sendo que bebidas alcoólicas só serão permitidas até as 22h, tanto em bares, como no delivery. Serviços essenciais como farmácias e postos de combustíveis, por exemplo, poderão funcionar.

 

“Estamos trabalhando em conjunto com todos os órgãos, para dar mais segurança à população. As novas regras foram discutidas com a sociedade”, disse o prefeito, Dr. Kasarin.

 

Fiscalização e medidas

 

Conforme o decreto, a recomendação é que as pessoas não circulem após as 22 horas. Os estabelecimentos comerciais em geral, tanto diurno como noturno, devem seguir todas as medidas de prevenção já estabelecidas pelo Ministério da Saúde (MS), dando ênfase ao uso obrigatório das medidas de segurança, estabelecidas pelos órgãos de saúde.

 

A fiscalização será das equipes de fiscais da prefeitura, com reforço da Polícia Militar (PM). Mais informações sobre as fiscalizações e regras de funcionamento podem ser conferidas no Decreto n° 012.

 

As aulas da rede municipal de ensino seguem na modalidade híbrida e escalonada, as da rede privada vão continuar em funcionamento, seguindo as normas de segurança.