Palmas, Tocantins -

Estado


Vacina contra a Covid-19
543 visualizações

Estado decide distribuir 10,2 mil doses da Janssen para Palmas, Araguaína e Gurupi

Informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira, 23. Imunizantes até então seriam distribuídos apenas para a Capital
- Atualizada em
Antonio Gonçalves/Governo do Tocantins

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou na tarde desta quarta-feira, 23, que o Governo do Tocantins distribuirá as 10.250 doses da Janssen, que até então seriam distribuídas apenas para Palmas, conforme recomendação do Ministério da Saúde (MS), também para Araguaína e Gurupi. A pasta disse que aguarda nota técnica sobre a data da chegada das doses ao Estado, bem como o público a ser vacinado. Com a decisão, não foi informado quantas doses serão enviadas a cada município.

 

Segundo a SES, a decisão segue determinação do governador Mauro Carlesse. “A SES destaca que a Câmara Técnica de Imunização do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) deu autonomia aos Estados para decidirem em quais municípios aplicar os referidos imunizantes”, diz um trecho da nota encaminhada ao T1 Notícias.

 

A SES afirmou que a equipe técnica já trabalha a logística de distribuição das vacinas e ressaltou ainda que a distribuição do imunizante ocorrerá de forma proporcional ao público-alvo, determinado pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19 (PNO), o qual toma por base a população dos municípios e, também, os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde.

 

“Estamos falando dos três municípios que concentram as maiores populações do nosso Estado e também os maiores números de casos de Covid-19, até por serem polos econômicos em suas regiões. Por isso, o entendimento de destinar esse primeiro lote para Palmas, Araguaína e Gurupi, mas já tranquilizo os demais municípios que receberemos vacinas de outros laboratórios e, à medida que elas chegarem, essa distribuição será feita a todos os municípios, porque o objetivo é imunizar a todos para sairmos o quanto antes dessa pandemia”, ressaltou Carlesse.

 

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), havia se pronunciado ontem, 22, informando que aguardava as doses disponíveis para Palmas até o próximo sábado, 26, para iniciar o mutirão de aplicação em pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos. Até então, a Capital receberia metade do total de 21 mil doses anunciadas anteriormente.

 

Vacina Janssen

 

O Brasil recebeu ontem, 22, a remessa atrasada com a vacina Janssen/Johnson & Johnson e também metade das 3 milhões de doses previstas, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Inicialmente, as vacinas estavam programadas para chegarem no dia 15 deste mês, conforme havia anunciado o Ministério da Saúde. Foram enviadas 1,5 milhão de doses ao MS, que será a primeira a ser aplicada em dose única no Brasil. De acordo com o órgão, o contrato do Governo Federal com a empresa prevê 38 milhões de doses do imunizante da Janssen até o fim do ano.

 

A vacina Janssen, de fabricação da empresa Johnson e Johnson, é um imunizante de aplicação única, que devido ao seu curto período de validade, o Ministério da Saúde orientou que a aplicação fosse feita prioritariamente nas capitais brasileiras. Após o atraso nas entregas dos imunizantes da Janssen, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a ampliação do prazo de validade da referida vacina contra a Covid-19 de três para quatro meses e meio, sob temperatura de 2ºC a 8ºC. Os imunizantes poderão ser aplicados até o dia 15 de agosto.