Palmas, Tocantins -

Cidades


Vacinação
353 visualizações

Cinthia inaugura Central para doses e diz que cidade está pronta para vacinar mais

Com recursos próprios e do Governo Federal, a nova instalação teve investimento da ordem de R$ 1.563.400,30 e possibilitou a ampliação do espaço para armazenamento de imunobiológicos
- Atualizada em
Edu Fortes

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, inaugurou na tarde desta quinta-feira, 08, a Central Municipal de Rede de Frio (Cemurf) Valéria Silva Paranaguá. A obra leva o nome da ex-secretária municipal de Saúde, que morreu em março deste ano em decorrência de complicações por Covid-19. Com recursos próprios e do Governo Federal, a nova instalação teve investimento da ordem de R$ 1,5 milhão e possibilitou a ampliação do espaço para armazenamento dos imunobiológicos utilizados pelas unidades de saúde do município.

 

Durante a solenidade de entrega, que contou com a presença de autoridades municipais e servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), a prefeita ressaltou o fato de Palmas ser um dos 12 municípios a integrar o programa do Ministério da Saúde (MS) a receber recursos para o fomento e aprimoramento das condições de funcionamento da Rede de Frio.

 

Palmas está pronta para vacinar mais
 

A Prefeita mencionou que Palmas já aplicou 90% das doses de vacinas contra a Covid-19 recebidas até agora. São mais de 123 mil vacinas aplicadas, sendo cerca de seis mil somente nesta semana. Mas a capacidade da Semus para vacinar a população vai muito além dos números atuais. “Nós já comprovamos que temos eficiência, temos equipamentos e uma mão de obra capacitada; agora, precisamos de imunizantes”, disse Cinthia.

 

Cinthia afirmou, também, que vem articulando junto ao Ministério da Saúde e ao Governo do Estado para que a Capital receba um quantitativo de doses proporcional à sua população. “Palmas é a cidade mais populosa do Estado. Não queremos, obviamente, uma distribuição diferenciada, mas nós precisamos de mais doses para avançarmos”, defendeu a prefeita, lembrando que nesta sexta-feira a Semus ampliou a vacinação para pessoas sem comorbidades de 43 anos.

 

A gestora ainda chamou a atenção para que as pessoas não deixem de se vacinar quando chegar a vez delas, independentemente do imunizante disponível no posto de saúde. “É muito importante que as pessoas entendam que vacina boa é a vacina que está disponível. Todas as quatro vacinas que estão disponíveis têm comprovação científica sobre a sua eficácia. Vacina boa é vacina no braço.” Atualmente, estão em uso no Brasil quatro vacinas autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): Janssen, Coronavac, Pfizer e Astrazeneca. 
 

A obra
 

Localizada na quadra Arse 22 (206 Sul), a Rede de Frio de Palmas também abriga a sede da Central Municipal de Vacinas (Cemuv), até então instalada na sede da Semus. A Cemurf possibilitará um melhor trabalho no atendimento à imunização da Capital, principalmente durante a vacinação contra a Covid-19.

 

O local conta com cinco câmaras refrigeradas específicas para o armazenamento dos imunobiológicos, como preconiza o Programa Nacional de Imunizações (PNI). Também possui um furgão refrigerado para transporte desses imunobiológicos, que garante qualidade dos produtos distribuídos.

 

Emocionada, Cinthia falou sobre a escolha do nome da ex-secretária e agradeceu aos familiares presentes, em nome dos irmãos Eleusa e André Gusmão. “Tive a oportunidade de conviver com a Valéria, uma ferrenha defensora do SUS, grande amiga e que desempenhou sua missão com êxito.”

 

Veja na íntegra o texto constante na placa em homenagem à Valéria Paranaguá

 

VALÉRIA SILVA PARANAGUÁ  dedicou sua vida à saúde pública do Tocantins. Foi servidora da Secretaria Estadual de Saúde (SES) até se aposentar em 2019. Natural de Santa Helena de Goiás (GO), tinha 58 anos quando faleceu no dia 18 de março de 2021, em decorrência da Covid-19.

 

Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal do Maranhão e mestre em Saúde Pública, com ênfase em Epidemiologia, pelo Instituto Superior de Ciências Médicas de La Havana (Cuba), Valéria Paranaguá ocupou diversas funções estratégicas na SES/TO. Também atuou na Divisão de Saúde Comunitária na Prefeitura de Araguaína e foi secretária de Saúde de Lajeado (2017 a 2019).

 

Em janeiro de 2020, trouxe sua expertise para a Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus). Primeiro à frente da Superintendência de Atenção Primária e Vigilância em Saúde (Supavs) e no mês de agosto foi nomeada secretária da Pasta.

 

Esta justa homenagem é um reconhecimento da população de Palmas por sua dedicação e trabalho incansável como servidora pública, pelo bem dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e por uma saúde pública de qualidade e universal.