Palmas, Tocantins -

Agronegócio


Agronegócio do Tocantins
765 visualizações

Faet/Senar e Sindicatos Rurais entregam reivindicações a Marcelo Miranda

Miranda disse que todas as reivindicações dos representantes do setor agropecuário são necessárias e que irá, juntamente com sua equipe de trabalho, encontrar soluções para atendê-las
- Atualizada em
Descrição: Governador diz que vai recueprar estradas Foto: Lia Mara/Secom

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (Senar/TO), Paulo Carneiro, e 36 presidentes de Sindicatos Rurais de todo o Estado, se reuniram nesta terça-feira, 16, com o governador Marcelo Miranda, no Palácio Araguaia, em Palmas, quando solicitaram apoio do Estado para o fortalecimento do agronegócio tocantinense.

 

Os presidentes solicitaram ao governador Marcelo Miranda que fossem reavaliadas, junto à Assembleia Legislativa, algumas alterações no sistema tributário estadual que afetam diretamente o setor do agronegócio, provocando uma sobrecarga de impostos que, de acordo com os representantes do setor, trazem sérios problemas para o produtor rural e dificulta o crescimento da produção agropecuária.  

 

No documento entregue ao governador, estão reinvindicações referentes a criação do Imposto sobre a Comercialização de Peixes; o aumento do ICMS sobre os Combustíveis; o aumento nos valores cobrados para emissão da Nota Fiscal do Produtor, bem como nas taxas para emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) e para o Documento de Arrecadação Estadual (DARE).

 

Os presidentes foram unânimes sobre a questão da segurança nas propriedades rurais, uma vez que no Tocantins é crescente o roubo de gado em todos os municípios tocantinenses. A sugestão é que seja criado um Batalhão Rural, por meio do Comando Geral da Polícia Militar, para coibir o furto dos rebanhos.

 

Exposições Agropecuárias 

Na reunião também foi feita uma solicitação de apoio ao Governo do Estado para a realização das Feiras e Exposições Agropecuárias de 2016, que já está com calendário definido por todos os presidentes de Sindicatos Rurais do Tocantins. Serão 39 exposições agropecuárias, que vão de abril a setembro deste ano.

 

O presidente Paulo Carneiro destacou que as exposições agropecuárias desse 2015, e que contou com o apoio do Ministério da Agricultura, Governo do Tocantins e Sebrae, teve um público recorde de mais de 1,5 milhões de pessoas e movimentou mais de R$ 170 milhões em negócios, além de realizar ações de capacitação profissional, entretenimento, incremento aos novos negócios e valorização da cultura regional.

 

Carneiro também reafirmou a importância de reuniões como essas para integrar, cada vez mais, o Sistema como um todo: “os Sindicatos Rurais são as entidades responsáveis pela existência das Federações, então é necessário e urgente que eles participem ativamente das ações desenvolvidas por todas as nossas Instituições. Os Sindicatos representam a Faet e o SENAR em todos os municípios do Tocantins”, destacou o presidente, assegurando que muitos encontros como esses acontecerão no decorrer deste ano.

 

O governador Marcelo Miranda, que estava acompanhado do secretário da Agricultura Clemente Barros, do presidente da Adapec Humberto Camelo e do presidente do Naturatins Herbert Brito, disse que todas as reivindicações dos representantes do setor agropecuário são necessárias e que irá, juntamente com sua equipe de trabalho, encontrar soluções para atendê-las dentro das possibilidades financeiras do Estado, ao mesmo tempo que agradeceu a permanente parceria dos produtores rurais com o Governo.

 

“Sabemos da importância do agronegócio para a economia do nosso Estado e queremos colaborar para fortalecer ainda mais o setor e, automaticamente, a nossa economia”, disse o governador. Ele adiantou que o Governo já conta com recursos a serem utilizados para recuperação de rodovias estaduais, o que, certamente, vai melhorar as condições de escoamento da produção.

 

Também estiveram presentes à reunião os superintendentes da Faet, Frederico Sodré, e do Senar, Rayley Campos Luzza.