Palmas, Tocantins -

Cidades


Acidente no lago de Palmas
2.361 visualizações

Auditor indiciado por crime de lesão gravíssima é exonerado de cargo público

Por resultado de um Procedimento Administrativo, o Auditor-fiscal do Trabalho, Humberto, que se envolveu recentemente em um acidente no Lago de Palmas, foi exonerado do cargo público
- Atualizada em
Descrição: Auditor é demitido do MTE Divulgação

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) publicou no Diário Oficial da União (DOU), na última segunda, 5 de fevereiro, a demissão de Humberto Célio Pereira, que ocupava o cargo de auditor fiscal na Superintendência Regional do MTE no Tocantins, por improbidade administrativa. O ex-servidor federal ficou conhecido por se envolver recentemente em um acidente de lancha no lago de Palmas, em que a jovem Crislania Pereira, teve uma das pernas amputadas. Ele está sendo investigado por crime de lesão corporal gravíssima

 

Ratificado pela Corregedoria por ferir os fundamentos do artigo 132 da Constituição Federal, o servidor foi desligado do serviço público por “valer-se do cargo para lograr proveito pessoal, além da execução de outros atos ilegais de teor corruptivo que vão contra os princípios básicos da Administração Pública". Conforme apurou o Portal T1 Notícias, Humberto Célio também é alvo da Polícia Federal em caso que investiga prática ilícita da sua profissão, entretanto, o MTE não confirmou qual situação acarretou a instauração de um procedimento administrativo que resultou na demissão do ex-servidor. 

 

A redação tentou contato com o ex-servidor público, mas as ligações não foram atendidas. O Portal solicitou esclarecimentos sobre o processo de investigação à Assessoria de Imprensa do MTE, que informou apenas que "os Processos Administrativos Disciplinares tramitam de forma reservada. Essas informações precisam ser solicitadas via LAI".

Notícias sobre:

lancha acidente palmas demissão