Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar

Ver comentários
Palmas

Campelo afirma que candidato a prefeitura de Palmas deve ser ficha-limpa e ter história de lutas em prol da cidade

As pré-candidaturas a prefeitura de Palmas foi criticada pelo vereador, Lúcio Campelo que afirmou que muitas pessoas têm se posicionado antecipadamente como "pré-candidatos" à prefeitura de Palmas, mas não tem apresentado sua "parcela ...
- Atualizada em

O vereador republicano Lúcio Campelo manifestou sua preocupação diante do que chamou de detrimento dos interesses da sociedade em função de interesses políticos. O parlamentar ressaltou que muitas pessoas têm se posicionado antecipadamente como “pré-candidatos” à prefeitura de Palmas, mas não tem apresentado sua “parcela de contribuição” para o crescimento da cidade. “Vejo tanta gente colocando seu nome à disposição como pré-candidato a disputa da prefeitura, mas e nesta crise quem tem ajudado a nossa cidade, quem tem dado sua parcela de contribuição para a cidade que quer governar”, argumenta o vereador.

Campelo destaca que é preciso ter uma ficha de trabalho, uma história de lutas em prol da cidade e de seus moradores. O vereador ressalta que é neste momento difícil pelo qual passa Palmas que é necessário dedicar sua parcela de contribuição para superar as dificuldades. Segundo ele, os interesses políticos não podem estar acima dos interesses da sociedade. “Porque os interesses políticos têm que ser maiores que os interesses da sociedade”, questiona Campelo.

Para Campelo é necessário que se una forças para “ajudar” Palmas a superar este momento de dificuldades pelo qual a Capital está passando. “Não se pode defender Palmas só em época de campanha, ter um discurso de candidato, tem que ajudar a cidade neste momento de dificuldades, unir forças. A cidade não sobrevive de interesses pessoais e políticos de alguns”, desabafa o republicano.

Oposição tem o papel de contribuir

O vereador também manifestou sua preocupação com o papel da oposição no desenvolvimento de Palmas e do Tocantins. Para ele, os políticos de oposição não devem mudar o discurso e “amarrar” todos os projetos que beneficiem a sociedade apenas por bel-prazer ou por que seu candidato saiu derrotado nas urnas. “Os políticos de oposição têm que contribuir para o crescimento de Palmas e do Estado. Você tem um discurso de campanha, de crescimento, só porque seu candidato perdeu você entra em contradição sobre tudo que pregou. Quando o seu candidato não vence as eleições a proposta muda”, explica o vereador.

Ao rematar seus questionamentos, Lúcio Campelo, reafirma que é preciso que tenha candidatos, que tenha oposição, mas que é preciso ter mais respeito, mais compromisso com os cidadãos e com Palmas e o Tocantins. “Repito, não se pode colocar os interesses políticos e pessoais acima dos interesses da comunidade. O momento é de mostrar trabalho, de ajudar, assim teremos candidatos que conhecem a realidade e que estejam apitos a governar com qualidade e em prol do nosso povo”, finaliza. (Da Assessoria)