Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar


Na AL
159 visualizações

Claudia Lelis defende retomada de eventos no TO e requer linha de crédito para classe

“O poder público não pode e não irá ficar de braços cruzados vendo esses trabalhadores passarem por tantas dificuldades", defendeu a parlamentar.
- Atualizada em
Descrição: Deputada estadual, Claudia Lelis. Divulgação

A deputada estadual Cláudia Lélis (PV) defendeu na sessão desta terça-feira,22, a retomada das atividades de entretenimento e eventos no Tocantins desde que tomada as devidas medidas para adequação e proteção de trabalhadores e público.


“O poder público não pode e não irá ficar de braços cruzados vendo esses trabalhadores passarem por tantas dificuldades. É possível chegarmos ao meio termo, é possível uma retomada consciente e ordenada. É possível e necessária a retomada destas atividades”, defendeu a parlamentar.

 

A parlamentar pevista apresentou também requerimento para que o Governo do Estado disponibilize linhas de crédito especificas às empresas deste segmento e aos trabalhadores que participam desta cadeia de eventos. 

 

“Muitos desses trabalhadores estão na informalidade e por isso não conseguem solicitar empréstimos a bancos, porque sabemos a burocracia que é para se conseguir crédito no Brasil. Meu requerimento solicita que a agência de fomento abra um crédito especial para esses trabalhadores, com carência para início do pagamento de, no mínimo 12 meses, sem cobrança de taxas bancárias e sem a necessidade dos empreendedores estarem em dia com as obrigações fiscais da empresa”, explicou a parlamentar.

 

Claudia Lelis defende que, “ se não houver flexibilização fica impossível esta classe se manter no mercado e principalmente sobreviver e o poder público precisa amparar essas empresas”, afirmou Lelis.

 

Câmara Municipal

 

A pevista também entrou com requerimento em regime de urgência, à Câmara Municipal de Palmas para que adote medidas de apoio à retomada econômica das atividades no setor de eventos na Capital. “Fundamental que os vereadores entrem nessa luta conosco para que juntos possamos conseguir liberar essa atividades”, ressaltou Lelis.