Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar

Ver comentários
Na Assembleia Legislativa

Claudia propõe Frente Parlamentar da Juventude e critica corte de verbas na educação

A deputada também se solidarizou com os estudantes da Universidade Federal do Tocantins que estavam presentes na sessão juntamente como o reitor da UFT, Luiz Bovolato
- Atualizada em
Divulgação

A deputada estadual, Claudia Lelis , PV, propôs na sessão desta quarta-feira feira, 8, a criação da Frente Parlamentar em Defesa das Políticas Públicas de Juventude. A deputada também se solidarizou com os estudantes da Universidade Federal do Tocantins que estavam presentes na sessão juntamente como o reitor da UFT, Luiz Bovolato. Claudia se pronunciou sobre o corte de verbas na educação, anunciado pelo Governo Federal e que atingirá as universidades federais e institutos de ensino e pesquisas. No Tocantins a UFT terá um corte de até 43% no seu orçamento.

 

“O Governo Federal está andando na contramão do que queremos para o Tocantins e para o Brasil. Temos que dizer um grande "não" a essa medida do Governo Federal. Precisamos nos unir com essas instituições e por isso me declaro totalmente contra o corte na educação, é um retrocesso sem precedentes na nossa história”, declarou a deputada que se colocou à disposição.

 

Frente Parlamentar da Juventude

 

Segundo a deputada essa frente é um instrumento imprescindível na consolidação das ações voltadas para os jovens como políticas de estado, determinando as responsabilidades do poder público e os princípios que devem nortear as políticas públicas de juventude que serão desenvolvidas no nosso Estado.

 

“Essa Frente é para incentivo a ampla participação juvenil na formulação, implementação e avaliação das políticas públicas voltadas em seu benefício, de suas comunidades e cidades. Com isso tenho certeza que iremos conseguir diminuir a distância entre a agenda governamental e as demandas e necessidades fundamentais da juventude”, reforçou a deputada.

 

Cláudia Lélis também informou que os jovens terão, por meio do conselho consultivo da Frente, assento e protagonismo, para contribuir com a construção dos trabalhos no parlamento. “Apesar da Assembleia possuir uma comissão voltada para os assuntos da juventude, o Tocantins irá seguir o exemplo do Congresso Nacional, que instituiu a frente parlamentar mista em abril diste ano”, defendeu Lélis.