Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar


Para realização da Investico
143 visualizações

Claudia quer sistema de alerta e plano de evacuação em Lajeado, Tocantínia e Miracema

O requerimento também solicita o treinamento e campanha educativas com a população destes municípios bem como a estruturação de um plano de evacuação.
- Atualizada em
Divulgação

A deputada estadual Claudia Lelis (PV) requereu em regime de urgência na sessão desta terça-feira, 25, que o Instituto Natureza do Tocantins - Naturatins e o Ibama, ambos órgãos fiscalizadores e licenciadores, da Usina Hidrelétrica de Lajeado, juntamente com a Investico, empresa responsável pela Usina a instalação de sirenes em pontos estratégicos nas Cidades de Lajeado, Miracema e Tocantínia. O requerimento também solicita o treinamento e campanha educativas com a população destes municípios bem como a estruturação de um plano de evacuação eficaz para o caso de rompimento ou outra falha estrutural na barragem da usina.

 

A deputada lembrou que no último dia 23 de junho, a falsa notícia do rompimento da barragem da Usina de Lajeado levou pânico aos moradores destes municípios. A fake news espalhou medo e pânico aos moradores desta região. “ Este fato levanta uma questão que precisamos olhar de frente e em caráter de urgência aqui nesta casa, pois esse incidente revelou que algo não vai bem na política de prevenção de acidentes da usina. Se a população destes municípios estivessem treinadas, informadas e preparadas com certeza essa notícia falsa não trataria tanto pânico”, afirmou a deputada.

 

A empresa Investico já afirmou que a usina opera “em total normalidade”, mas “como vimos isso não basta para tranquilizar a população e o bem-estar e a segurança da população devem estar acima da mera palavra da empresa de que tudo está bem e não há com o que se preocupar”, defendeu Lelis.

 

Claudia lembrou que infelizmente os últimos casos de rompimento de barragens no Brasil nos mostra que o cuidado, a segurança, orientação e principalmente o investimento em prevenção a acidentes não pode ser ignorado seja pelas empresas donas destes empreendimentos, ou pelo órgãos fiscalizadores, e por todos nós parlamentares. “ Exemplos como Mariana e Brumadinho já mostraram que falhas acontecem, e o resultado todos sabemos, é de uma tragédia sem precedentes na história do Brasil”.