Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar


Covid-19

Dorinha comemora vacinação para a Educação e destaca trabalho em prol da vacina

A deputada, que tem a Educação como sua principal bandeira, atuou ativamente em defesa da vacinação para os profissionais.
- Atualizada em
Descrição: Deputada Federal Professora Dorinha Seabra (DEM-TO). Câmara dos Deputados

Tendo a Educação como a sua principal bandeira de atuação na Câmara dos Deputados, desde outubro de 2020, momento em que já havia previsão do início de vacinação no Brasil, janeiro de 2021, a deputada Professora Dorinha (DEM/TO) atuou ativamente, em Brasília (DF), em defesa da #VacinaJá para os trabalhadores da Educação (professores, merendeiras, vigias, secretários escolares e todos os que compõem o quadro escolar). 

 

"Já estamos há mais de um ano sem aulas presenciais. Defendo a volta presencial apenas com a vacinação de todos os profissionais. Sem dúvida é uma boa notícia, mas ainda precisamos avançar muito. Os trabalhadores da Educação não podem ser ainda mais prejudicados", pontuou Dorinha.

 

Isso porque, priorizar e realocar esses profissionais no Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19 (PNO) foi pauta principal do trabalho desenvolvido pela deputada. Dessa maneira, o anúncio do Ministério da Saúde autorizando a realização da vacinação contra a COVID-19 no Brasil, definindo a ordem de prioridade dos trabalhadores, é uma resposta à sociedade ao atuante trabalho desenvolvido por Dorinha. 

 

Para viabilizar a realocação de prioridades à Educação, foram realizadas inúmeras reuniões, audiências públicas com os Ministros da Saúde, Marcelo Queiroga e da Educação, Milton Ribeiro, na busca de soluções e de vacinação imediata para os profissionais. 

 

"Nessa segunda, 31 de maio, tivemos mais uma boa notícia que reafirma que a nossa luta pela Educação tem sido necessária. O Supremo Tribunal Federal (STF) homologou um acordo com o Governo Federal para que seja enviado, de maneira regular, doses de vacina contra a Covid-19 aos profissionais da Educação de todo País, a partir desta quarta-feira, 2 de junho. Precisamos que todos eles sejam vacinados. Educação é prioridade!", destacou.   

 

Além disso, houve o relevante movimento da Frente Parlamentar Mista da Educação (FMPE) intitulado por #VacinaJá!, ocasião quando a deputada Dorinha era presidente do colegiado, que reuniu diversos parlamentares da Casa que lutam por essa pauta.

 

A parlamentar também atuou firmemente em busca de destravar as importações de matéria-prima para produção de vacinas, durante reunião da Comissão Externa com o Ministro das Relações Exteriores, ainda em janeiro deste ano. 

 

Tocantins

 

"Sem dúvida a nossa luta pela Educação pôde garantir a vacinação dos profissionais do Tocantins. Sinto-me com a esperança de que dias melhores virão para todos nós. A Educação do meu Estado tem a minha contribuição constante e admiração pelo excelente trabalho prestado", disse. 

 

Nesta quarta-feira, 2 de junho, o município de Taguatinga foi o primeiro a iniciar a vacinação dos profissionais da Educação, seguido de Palmas. "Parabéns, ao prefeito Paulo Roberto e à prefeita Cinthia Ribeiro, respectivamente, pelo trabalho em prol da Educação e da Saúde", destacou. 

 

Projetos

 

A luta em defesa pelos profissionais da Educação também foi tema na Comissão de Educação da Câmara, da qual a parlamentar é presidente. Nesse contexto, a Deputada Professora Dorinha é relatora do Projeto de Lei 2949/2020, que defendeu, em seu parecer, a vacinação dos profissionais da Educação. Também foi autora da emenda nº 6, que foi acatada, ao Projeto de Lei 1011/20, e relatado pela deputada Celina Leão (PP/DF). 

 

O texto objetiva incluir os trabalhadores da Educação no Ensino Básico em exercício nos ambientes escolares entre as categorias que devem ser priorizadas em relação aos demais no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19

 

Em dezembro do ano passado, Dorinha votou a favor da Medida Provisória 1003/20, que dá preferência para a aquisição de vacinas nacionais contra a Covid-19. O texto foi aprovado pelo Plenário da Câmara e também dá preferência aos profissionais da Educação na vacinação. "Meu trabalho continua. #VacinaJá para todos da Educação", frisou. 

 

Ordem de Prioridade, segundo o Ministério da Saúde

 

Creches 

Pré Escolas

Ensino Fundamental 

Ensino Médio

Ensino Profissionalizante 

Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Ensino Superior (grupo prioritário nº 19)