Dorinha se manifesta contrária à decisão que desobriga planos de cobrir procedimentos

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados irá produzir documento e realizar audiência pública sobre o tema

Com a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que altera o entendimento sobre a cobertura de planos de saúde no país, a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, presidida nessa quarta, 8, pela deputada federal Professora Dorinha (União/TO), destacou que irá se posicionar contrária ao rol taxativo.

 

“A comissão irá se manifestar contrária pela nossa preocupação com as pessoas com deficiência, espectro autista e todos que poderão ser prejudicados com essa medida. Irei trabalhar para assegurar a proteção do direito do cidadão que paga pelo plano. Nosso apoio integral”, frisou Dorinha. 

 

Nesse sentido, o colegiado irá produzir um documento e realizar audiência pública sobre o assunto, para que não somente o rol de procedimentos listados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), na cobertura dos planos de saúde, sejam mantidos no atendimento. 

 

"Sou veementemente contrária a essa decisão. Todos que pagam por planos de saúde devem obter total cobertura, de modo que negar tratamento a um paciente, ou um exame, é desumano e imoral", destacou Dorinha. O debate foi realizado durante reunião do colegiado nessa quarta.

Comentários (0)