Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar

Ver comentários
Crédito Estudantil

Josi Nunes requer manutenção do prazo de 18 meses para início do pagamento do Fies

MP nº 785 propõe reforma no programa de crédito estudantil , Fies. Deputada sugeriu manutenção do prazo de carência de 18 meses, apósconclusão do curso, para que o estudante possa iniciar o pagamento
- Atualizada em
Deputada Josi Nunes Divulgação

Titular da Comissão Mista destinada a examinar e emitir parecer sobre a Medida Provisória Nº785 que propõe uma reforma no programa de crédito estudantil , o  Fies, a deputada federal Josi Nunes (PMDB) sugeriu por meio de uma Emenda Modificativa  a manutenção do prazo de carência de 18 meses, após a conclusão do curso, para que o estudante possa iniciar o pagamento do financiamento.  A  Comissão Mista foi instalada na manhã desta quinta-feira, 10, no Senado Federal.

 

Em sua justificativa, a parlamentar argumenta que após a conclusão de seus cursos, a grande maioria dos estudantes  passam por um tempo razoável  em busca do ingresso no mercado de trabalho, o quê consequentemente dificulta o pagamento imediato do financiamento. “Os estudantes, após a conclusão de seus cursos, enfrentam uma grande dificuldade de conseguir uma renda suficiente para honrar com dignidade, o compromisso assumido com o financiamento de seus estudos”, justificou a parlamentar.

 

Outra Emenda Modificativa apresentada pela parlamentar é a que fixa a taxa de juros na legislação de modo que o percentual não aumente mesmo com o aumento da inflação.  Atualmente, existe uma Resolução que estabelece o percentual de juros de 6,5% para os contratos  firmados a partir de 2015.  “ Nós queremos dar garantias aos alunos de que esta taxa não irá aumentar”, explica a deputada.

 

Josi apresentou ainda, uma emenda aditiva que amplia de R$ 2 bilhões para R$ 3 bilhões o valor de participação da União no fundo garantidor  que está sendo proposto pela  MP 785.