Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar


Sessão
606 visualizações

Na AL, Claudia afirma que a população de Palmas está vivendo estelionato eleitoral

A parlamentar criticou a quantidade de pesquisas eleitorais que estão sendo apresentadas nestas eleições à população palmense. "Manipulação e interferência criminosa na vontade do eleitorado”, observa
- Atualizada em
Descrição: Deputada estadual Claudia Lelis (PV) Divulgação

A deputada estadual Claudia Lelis (PV) usou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira, 27, para criticar a quantidade de pesquisas eleitorais que estão sendo apresentadas nestas eleições a população palmense. 

 

A pevista também criticou os conchavos políticos em torno da vaga de vice-prefeito e as consequências disso na vida da população. 

 

“ O eleitor vota em um candidato que mais tarde deixa a função para disputar outro cargo político e entrega a prefeitura na mão de quem o eleitor não escolheu”, declarou Lelis.


 
A deputada esclareceu que fez questão de se pronunciar como cidadã, mulher e representante eleita por muitos Palmense. Não posso me silenciar diante dos absurdos que estão ocorrendo nessa eleição, ponderou Claudia que apresentou diversas manchetes de veículos nacionais e estaduais que mostram como os institutos de pesquisa erraram nos últimos anos.  


 
“A justiça já agiu em algumas ocasiões, mas isso, infelizmente, não foi capaz de inibir essa prática rasteira e covarde de quem não aceita ouvir a voz que vem das ruas”, ponderou a parlamentar. Claudia lembrou que o voto é um direito sagrado do cidadão, individual e intransferível e, por isso, precisa ser respeitado.


 
“É hora de convocarmos quase 80% da nossa gente que grita por mudança, Palmas não tem 2º turno, portanto dessa tribuna, nesta manhã, convoco os palmenses inconformados a dar um basta nesta manipulação”, clamou a pevista.


 
Conchavos e vitimismo  


 
Claudia Lelis lembrou também que os conchavos políticos em torno da vaga de vice-prefeito já é uma história que o Palmense já viu. “O eleitor vota em um candidato que mais tarde deixa a função para disputar outro cargo político e entrega a prefeitura na mão de quem o eleitor não escolheu.


Combinam entre si, como se o eleitor não tivesse direito de escolha e obedecesse como se fosse gado em curral de abate, sem ter como escapa”, disparou a pevista.


 
A parlamentar fez questão de lembrar que, “ acertar tudo entre quatro paredes é muito fácil, mas esquecem que tem que combinar com o povo. E esse já não aceita mais ser manobrado dessa forma. O eleitor sabe distinguir o candidato que vai realmente trabalhar pela população”. 

 

Claudia Lelis também critica uma reportagem onde o senador Eduardo Gomes sai em defesa da atual candidata e prefeita, Cinthia Ribeiro, tentando fazê-la de vítima pelas críticas que vem recebendo. “ O senador tenta transformar a candidata em vítima de ataques de tudo e todos e se esquece que nós mulheres somos fortes e conquistamos nosso espaço e temos todas as condições de encarar candidatos homens de igual para igual, em qualquer disputa, especialmente na política.


 
“ Fui candidata a prefeita em 2016, sofri ataques de toda forma e nunca precisei de advogado de defesa. Só eu sei o que passei e nem por isso me senti menor ou fragilizada e temos sim todas as condições de encarar candidatos homens de igual para igual, em qualquer disputa, especialmente na política”, disparou a deputada.