Palmas, Tocantins -

Ação Parlamentar


No Tocantins
213 visualizações

Repasse de vacinas cresce 33%: Dimas agradece e mantém trabalho por mais imunizantes

Levantamento computa números de 8 de julho até 17 de agosto; percentual de repasse de vacinas no período ficou em 0,84% do total, bem acima do 0,63% registrado até o final de junho
- Atualizada em
Descrição: Tiago Dimas cobrou do do próprio ministro Queiroga uma melhor distribuição Divulgação

Desde que o deputado federal Tiago Dimas (Solidariedade-TO) cobrou do Ministério da Saúde e do próprio ministro Marcelo Queiroga uma melhor distribuição de vacinas contra o novo coronavírus para o Tocantins, o repasse de imunizantes cresceu 33,2% na comparação com a média anterior.

 

Levantamento divulgado pelo deputado mostra que o Estado desde o dia 8 de julho (primeira pauta de distribuição após a reunião de Tiago Dimas com o ministro Queiroga no dia 3 de julho) o Tocantins recebeu 469.710 doses de imunizantes, o que representa 0,84% das quase 56 milhões distribuídas no país.

 

“Nós mostramos que o Tocantins estava recebendo bem menos vacinas que a representatividade de sua população. A vacinação é a principal arma para enfrentar essa terrível doença e, também, o caminho para que possamos retornar à normalidade, reativando nossa economia a pleno”, destacou Tiago Dimas.

 

Atualmente, o Tocantins possui 0,75% da população do Brasil. A média de vacinas recebidas até o dia 8 de julho era de apenas 0,63% de tudo que foi distribuído.

 

“O repasse de 0,84% do total é muito significativo. Seguimos acompanhando a pauta em detalhes para que os números positivos sejam mantidos”, frisou Tiago Dimas.

 

Caso a média não tivesse aumentado, o Tocantins teria recebido 352.623 doses no período, ou seja, 117.087 imunizantes a menos. “Nossos pedidos ao Ministério da Saúde foram bem embasados, fizemos levantamentos completos, comparativos com outros estados, mostramos a alta taxa de incidência do Tocantins e, felizmente, tivemos resultados. Agradeço ao ministro e a toda sua equipe por entenderem a nossa dificuldade”, salientou Tiago Dimas.

 

Em anexo, confira o levantamento de Tiago Dimas.