Palmas, Tocantins -

Agenda Cultural


Agenda Cultural
75 visualizações

A Barraca Cia de Artes em Taquaruçu apresenta peça em homenagem a José Gomes Sobrinho

O espetáculo será realizado na Praça Maracaípe neste sábado, 1º, às 20 horas; na Praça da Arno 33 no domingo, 02, às 11 horas, e na Praça do Bosque dos Pioneiros às 20 horas, também no domingo, 02.
- Atualizada em
Descrição: As apresentações serão gratuitas Júnior Suzuki

Zé, peça teatral na linguagem mambembe, continua em circulação pelas Feiras de Palmas neste final de semana. A peça será apresentada pela A Barraca Cia de Artes em Taquaruçu, na Praça Maracaípe neste sábado, 1º, às 20 horas; na Praça da Arno 33 no domingo, 02, às 11 horas, e na Praça do Bosque dos Pioneiros às 20 horas, também no domingo, 02. As apresentações serão gratuitas.

 

A peça, que estreou na última quarta-feira, 28, na Grande Praça do Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, tem patrocínio da Fundação Cultural de Palmas (FCP), por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

 

Poesia, música, história, cultura popular e muita energia são os elementos usados pelas atrizes Cleuda Milhomem, Cinthia Abreu, Iva de Oliveira, Leidiane Martins e Magna Carneiro em Zé. As atrizes se revezam em cena com a apresentação de música, dança e interpretações teatrais para elucidar, através da composição cênica ator-conceito-linguagem, a visão artística de José Gomes Sobrinho. Além da linguagem de cultura popular no teatro de rua, o espetáculo traz uma proposta diferenciada até na execução musical, com instrumentos nada convencionais, como pedaços de telha, azulejo, canos, serrote, martelo, balde com água e pilão, entre outros elementos.

 

Espectadora do evento na Grande Praça, Leidelene Santos ressaltou a linguagem regional da peça. “Eu achei o espetáculo muito interessante pelo fato que retrata a questão regional do Tocantins. É o fortalecimento da nossa cultura, da nossa literatura, o que não deixa de valorizar as pratas da casa, tanto o poeta Zé Gomes, como o grupo teatral que fez a apresentação”, disse. A viúva de José Gomes, Gilda Torres Gomes agradeceu o evento e a “oportunidade para que as novas gerações saibam quem foi Zé Gomes”.

 

Já a neta Beatriz Gomes, que tinha apenas 5 anos quando o avô morreu, disse que “não tinha ideia da importância do avô” e que aprendeu um pouco mais com a peça. “Eu achei a peça muito bonita. Já sabia algumas coisas, conhecia pelos livros, mas é muito diferente ver pessoas representando a história dele”, declarou.

 

Espetáculo

 

Resgatando a linguagem mambembe, a proposta de Zé é abordar o mundo lírico do poeta José Gomes Sobrinho (in memorian), por meio de seus textos, música e principalmente pelo modo como as pessoas o viam, trazendo à tona sua visão de mundo, suas concepções acerca da vida e de sua realidade.

 

A primeira montagem do espetáculo aconteceu no ano de 2014, em homenagem aos dez anos de falecimento do poeta que é referência para a cultura tocantinense. A direção do espetáculo é de Nival Correia. “Não se trata de uma referência biográfica ao José Gomes Sobrinho, mas pretendemos, sim, dar movimentos, expressões, cores e sentimentos à obra poética dele, tornando-a visual”, explicou Correia.

 

Assistente de direção do espetáculo, a atriz Magna Carneiro complementa que o espetáculo traz não só uma releitura das obras do artista com música, dança e interpretação teatral, mas também da vida particular do artista. “Mostramos ao público um Zé sobre o qual todo mundo tem uma história para contar, um episódio que vivenciou, buscando estimular o público a compreender subjetivamente as concepções que norteavam o artista acerca de suas obras e da vida”, ressaltou.

 

Agenda

Dia 1º/12 – Feira da Praça Joaquim Maracaípe, às 20 horas

Dia 2/12 – Feira da Arno 33, às 11 horas

Dia 2/12 – Feira do Bosque, às 20 horas

Notícias sobre:

artes taquaruçu josé gomes sobrinho