Palmas, Tocantins -

Agronegócio


No Tocantins
775 visualizações

Cinco regiões serão contempladas com projetos da agricultura familiar

As regiões do Bico do Papagaio, Território Rural APA, Cantão, Médio Araguaia e Sudeste serão beneficiadas com projetos da agricultura familiar.
- Atualizada em
Descrição: Cinco regiões do Estado foram contempladas web

Cinco  projetos irão beneficiar a agricultura familiar no Tocantins. A decisão foi tomada pelo Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável que aprovou nesta terça-feira,18, na Seagro,  que as regiões do Bico do Papagaio, Território Rural APA,  Cantão, Médio Araguaia e Sudeste serão beneficiadas com a iniciativa.

 

Ao Portal T1 Notícias o superintendente de Assentamentos e Agricultura Familiar da Seagro, Marcelo Gualberto Caldeira, explicou  algumas das ações.
“Na região do Cantão serão construídas   três pontes, sendo duas para os municípios de Chapada da Areia e Pium, e outra ligando os municípios de Divinópolis e Monte Santo e um centro de formação para agricultores familiares, em Divinópolis. Já no Bico serão construídos em Axixá   um galpão do artesanato de babaçu  e um centro de formação em São Miguel”, informou.


 

Marcelo Caldeira destacou também que durante a reunião  foram aprovados ainda recursos para as regiões  do  Médio Araguaia, Sudeste e região do Jalapão. “No Território Sudeste, composto por 21 municípios, será construída uma unidade de beneficiamento de leite e aquisição de móveis e equipamentos para a unidade. Para o Médio Araguaia, formado por 11 municípios, foi aprovado um projeto no valor de R$ 350 mil para a construção de uma escola agrícola em Juarina, e no Jalapão R$ 400 mil devem ser destinados para equipar uma escola agrícola que está sendo construída na região”, destacou.

 

MDA vai avaliar

O superintendente explicou que estes projetos serão ainda encaminhados ao Ministério de Desenvolvimento Agrário-MDA para uma análise técnica. “Os projetos aprovados serão encaminhados ao MDA para análise, aprovação e viabilização dos contratos através da Caixa Econômica Federal. Se forem aprovados serão executados no ano que vem”, pontuou.


 

Caldeira finalizou afirmando que um das principais contribuições da aprovação dos projetos para o município será melhorar a cadeia econômica e a agricultura familiar e com isso gerar desenvolvimento.

 
(Com informações da assessoria)