Palmas, Tocantins -

Agronegócio


Plano Safra
751 visualizações

Dilma e Kátia lançam Plano Safra 2015/2016 com investimento de R$ 187,7 bilhões

O lançamento do Plano Agrícola e Pecuário 2015/2016 foi lançado no final desta manhã no Palácio do Planalto. Os recursos para o crédito rural alcançam 187,7 bilhões, 20% a mais que safra passada.
- Atualizada em
Descrição: Governo Federal lança Plano Safra 2015/2016 Ascom Irajá

Em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, no final da manhã desta terça-feira, 2, a presidente Dilma Roussef e a ministra Kátia Abreu lançaram o Plano Agrícola e Pecuário, safra 2015/2016, que neste ano terá recursos disponibilizados ao crédito rural para as operações de custeio, investimento e comercialização da agricultura empresarial no valor de R$ 187,7 bilhões.

 

O Plano deste ano está baseado no apoio aos médios produtores, garantia de elevado padrão tecnológico, fortalecimento do setor de florestas plantadas, da pecuária leiteira e de corte, melhoria do seguro rural e sustentação de preços aos produtores por meio da Política de Garantia de Preços Mínimos. O volume de investimento tem alta de 20% em relação ao período anterior, que foi de R$ 156,1 bilhões.

 

A presidente Dilma disse que junto com o ajuste fiscal que seu governo está promovendo, está sendo construída uma nova agenda que visa o crescimento do País. “O ajuste fiscal é imprescindível para que o Brasil volte a crescer. Em breve vamos lançar uma nova agenda com o lançamento do Plano Safra Agricultura Familiar e o Minha Casa Minha Vida III”.

 

A ministra Kátia Abreu explicou que o agronegócio brasileiro é um bom exemplo da articulação entre Estado e iniciativa privada. “Nos próximos 10 anos poderemos acrescentar 50 milhões de toneladas a nossa produção. A cada R$ 1 investido na agropecuária, são gerados mais R$ 3,03 de valor agregado”.

 

Kátia disse ainda que em um comparativo de 40 anos o país aumentou em mais de quatro vezes a produção agrícola, com redução do desmatamento. “De 1976 para cá passamos de 40 milhões para 202 milhões de toneladas, e graças à tecnologia moderna que usamos, estamos reduzindo mais de 100 milhões de hectares de desmatamento”.

 

Plano Agrícola e Pecuário, Safra 2015/2016

Para o financiamento de custeio a juros controlados estão programados R$ 94,5 bilhões, 7,5% a mais em comparação com o período anterior (R$ 87,9 bilhões) e reflete o crescimento dos custos de produção. Já para investimentos são R$ 33,3 bilhões.

 

O agricultor poderá contar também com maior volume de recursos a taxas de juros livres de mercado para a próxima safra. Na modalidade custeio houve um incremento de 130%, passando de R$ 23 bilhões para R$ 53 bilhões. Estes valores são provenientes da aplicação dos recursos da Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) no financiamento da safra.

 

O Pronamp (Programa de Apoio ao Médio Produtor) receberá atenção especial nesta safra e contará com R$ 18,9 bilhões, um incremento de 17% no volume de recursos. São R$ 13,6 bilhões para a modalidade de custeio e R$ 5,3 bilhões em investimento.

 

(Com informações Mapa)