Palmas, Tocantins -

Agronegócio


Pecuária
261 visualizações

Governo do Estado libera realização de leilões de bovinos com restrições de público

A recomendação do Governo do Tocantins é que sejam permitidas, nos locais de realização dos leilões, apenas as pessoas diretamente envolvidas nos leilões
- Atualizada em
Descrição: Carlesse faz recomendações sobre leilões de bovinos divulgação

As atividades de leilões de bovinos estão liberadas com restrições de público em todo o Tocantins. A decisão foi tomada pelo governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, durante reunião com representantes de empresas leiloeiras do Estado, por meio de videoconferência, na tarde desta terça-feira, 7. Também participaram da reunião o titular da pasta da Saúde, Edgar Tollini, e o presidente da Agência de Defesa Agropecuária, (Adapec), Alberto Mendes.

 

A recomendação do Governo do Tocantins é que sejam permitidas, nos locais de realização dos leilões, apenas as pessoas diretamente envolvidas, como compradores, vendedores e organizadores do evento, mantenham a distância mínima de dois metros entre as mesas e a restrição de bebidas alcoólicas, para evitar a aglomeração de pessoas, além de obrigatoriamente, disponibilizar álcool em gel para as mãos.

 

“Estamos em fase de medidas gradativas e evoluindo para que socioeconomicamente a gente consiga superar todas as dificuldades impostas pelo novo Coronavírus. Não chegamos ainda no pico da epidemia no Tocantins e em nenhum lugar do Brasil, portanto, ainda estamos sujeitos ao perigo. Hoje, o Tocantins é o único estado que não conta com óbito causado pela Covid-19, mas não podemos facilitar”, comentou o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini.

 

O governador Mauro Carlesse explicou que foram tomadas medidas duras para conter a disseminação do novo Coronavírus no Estado, a partir do isolamento social e da restrição de diversas atividades econômicas, porque o primeiro compromisso é com a vida das pessoas.

 

O governador destacou que o agronegócio constitui a principal atividade econômica do Tocantins e os leilões estão inseridos neste contexto, daí a necessidade de liberar a atividade a partir do comprometimento, de todos os envolvidos, com as restrições recomendadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

“A minha preocupação é com o número de pessoas no mesmo local, mas os pecuaristas vão saber lidar com essa situação e dar exemplo para outros setores. E gradativamente, vamos conversar com representantes de todas as áreas para que possamos retomar a atividade econômica de forma responsável e segura em todo o Tocantins”, sustenta Carlesse.

 

Ele disse os leilões presenciais não podem acabar ao  ressaltar que os técnicos da Adapec e da SES vão dar suporte às empresas leiloeiras para realização dos eventos.

 

Os empresários parabenizaram o governador pela iniciativa e destacaram que os leilões são importantes para a economia do Estado. “Vamos promover os eventos de acordo com as recomendações. Temos consciência da importância dessas exigências e agradecemos ao governador Mauro Carlesse pela sensibilidade”, comentou o representante da empresa Martelo de Ouro. Também participaram representantes das empresas Leilo Corte, JR Leilões, Pimentinha Leilões, Colinas Leilões, Estrela Dalva Leilões, de Figueirópolis, Formoso do Araguaia e de outros municípios.