Palmas, Tocantins -

Agronegócio


571 visualizações

Parcerias buscam uso de boas práticas para aumentar rebanho bovino

A Seagro, a Embrapa e Superintendência Federal de Agricultura e a empresa Origene se reuniram para criar um projeto de boas práticas para o desenvolvimento do rebanho bovino de corte tocantinense.
- Atualizada em

A criação de gado de corte no Tocantins avança com o uso de boas práticas sustentáveis. Na busca do fortalecimento dessa vocação econômica, a Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, a Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, a Superintendência Federal de Agricultura e a empresa Origene se reuniram para criar um projeto, de boas práticas para o desenvolvimento do rebanho bovino de corte tocantinense. A reunião aconteceu na tarde desta terça-feira, 18, no gabinete da Seagro, em Palmas.

 

Para o secretário da Agricultura, Jaime Café, existe a necessidade de criar alternativas para aumentar o rebanho bovino. “Portanto, estamos concentrando esforços neste sentido, para incentivar cada vez mais esse mercado promissor. A pecuária é um mercado expansivo e o uso de boas práticas possibilita um rebanho de carne com  a qualidade exigida no mercado interno e externo”, lembrou o Secretário.

 

Segundo o secretário Executivo da Seagro, Ruiter Padua, para o agronegócio avançar,  ainda mais, principalmente a cadeia produtiva da pecuária,  é necessária a aplicação de boas práticas sustentáveis. “É com mecanismos como o uso de tecnologia que chegaremos a um patamar desejado. Devemos buscar os parceiros pecuaristas e os órgãos competentes como a Embrapa e a SFA para expandir o rebanho de corte”, destocou.

 

Para o presidente da Origene no Estado, Julio Rezende, essa atividade possui todas as possibilidades de crescimento no Tocantins.  “Aqui no Estado temos um investimento significativo, mas é preciso envolver os pecuaristas. Estamos buscando esse aumento da produção. Vamos produzir na próxima estação de monta cerca de 100 sêmens de fêmeas da raça Akaushi, justamente para impulsionar a pecuária. Portanto, acredito que falta uma melhor organização dessa cadeia produtiva para que possamos aumentar esse mercado promissor do Estado”, disse.

 

De acordo com o superintendente da SFA, Jalbas Manduca, a intenção deste projeto é implantar, em todo Estado, unidades tecnológicas de boas práticas, promovendo o desenvolvimento da criação de gado. “Estamos buscando os recursos necessários para aplicar nas ações deste projeto. Queremos torná-lo uma referência para os pecuaristas, garantindo o crescimento do rebanho do gado de corte”, expressou. Já o presidente da Embrapa no Tocantins, Carlos Magno, essa é uma ação louvável que pode contar com as nossas pesquisas de campo. “Essa é uma prática inserida no sistema do ABC, portanto acreditamos que podemos desenvolver e avançar ainda mais atividades produtivas no Estado”, acrescentou.

 

(Da assessoria)

 

 

Notícias sobre:

seagro palmas tocantins