Palmas, Tocantins -

Agronegócio

Ver comentários
Agrotins 2016
1.245 visualizações

Parcial aponta mais de R$ 300 mi em negociações e mais de 60 mil visitantes

De acordo com o secretário estadual do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, pelos resultados obtidos até agora, a negociação efetivada foi de mais de R$ 300 milhões
- Atualizada em
Feira termina neste sábado, em Palmas Foto:Secom/Tocantins

A Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) realizou uma pré-avaliação da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins - Agrotins 2016, e segundo a pasta, apesar do período atípico identificado no Estado por conta das alterações climáticas, como também a instabilidade política e financeira que enfrenta o País, os resultados da 16ª edição da Feira estão sendo positivos.

 

De acordo com o secretário estadual do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, pelos resultados obtidos até o meio-dia da sexta-feira, 6, a negociação efetivada foi de mais de R$ 300 milhões. "A nossa meta era chegar em R$ 500 milhões, e o número de visitantes, também deverá ter redução, a parcial é de mais de 60 mil pessoas. Mas acreditamos que até o balanço geral nós iremos alcançar ou até mesmo ultrapassar estes objetivos", afirmou.

 

Ainda segundo o secretário, antes da realização da Agrotins 2016, existia uma expectativa preocupante em relação aos registros climáticos que culminaram na queda da safra. "O setor do agronegócio é muito importante para o Estado e estamos vendo esta importância pela sua reação, que a gente vê na visita em todos os estandes é que está havendo uma negociação além daquilo que estávamos esperando. Hoje com os resultados em mãos, tivemos uma grata surpresa com os resultados apresentados da parcial. Existia uma previsão de prudência, uma projeção de meta de 20% menor que os resultados obtidos no ano passado", afirmou.

 

Até a última sexta-feira, 6, foram realizadas cerca de duas mil atividades entre oficinas, workshops, minicursos, palestras, dinâmicas, torneiros entre outros.  Segundo a organização, todos os espaços destinados a palestras permaneceram com lotação máxima de participantes, onde mais de 15 mil pessoas foram capacitadas.

 

(Com informações da SecomTO/Ascom Agrotins)