Palmas, Tocantins -

Agronegócio


Faet/Senar em Brasília
529 visualizações

Paulo Carneiro participa da inauguração da Escola de Gestão Agropecuária

- Atualizada em
Descrição: Presidente da Faet/Senar prestigia eventos da CNA Ascom Faet/Senar

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (Senar/TO), Paulo Carneiro, participou, ao lado da presidenta Dilma Rousseff e da ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) da inauguração, na noite desta terça-feira, 18, da Escola Nacional de Gestão Agropecuária (Enagro), em Brasília. Diversas autoridades também estiveram na solenidade. Entre elas, os ministros Renato Janine (Educação) e Izabella Teixeira (Meio Ambiente), membros do Poder Judiciário, senadores, deputados e integrantes de vários órgãos do governo.

 

“É uma iniciativa fantástica”, disse a presidenta aos alunos e professores da escola, apresentados a Dilma pela ministra Kátia Abreu. 


 A Enagro oferecerá cursos presenciais e a distância sobre gestão agropecuária. Servidores do Mapa e de unidades descentralizadas e vinculadas, além da sociedade, parceiros e agentes da agropecuária, poderão participar das capacitações e qualificações, fazendo inscrições futuramente.


A escola vai adotar a gestão do conhecimento para gerir talentos do Mapa e identificar oportunidades de desenvolvimento profissional e pessoal. Serão oferecidos cursos por meio de parcerias nacionais e internacionais com instituições de excelência.

 

A Enagro fará parte da Rede Nacional de Escolas de Governo, que visa a aumentar a eficácia das instituições voltadas à formação, capacitação e ao desenvolvimento profissional dos servidores e agentes públicos.


A primeira turma da Enagro teve início nesta terça-feira, com a capacitação de 120 fiscais federais agropecuários da sede, em Brasília, e das Superintendências Federais de Agricultura (SFAs). Eles começaram a fazer o curso de Direito Administrativo Aplicado à Fiscalização Exercida pelo Mapa, que terá 32 horas/aula e conta com a parceria da Anffa Sindical.

 

CNA promove seminário

 O presidente do Sistema Faet/Senar, Paulo Carneiro, também participou, na terça-feira, 18, em Brasília, do seminário “Uso Sustentável da Água na Agricultura: Desafios e Soluções”, promovido pelo Sistema da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), composto também pelo Instituto CNA e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).O evento  debateu a escassez de água no mundo e discutiu experiências de países que enfrentam a falta de recursos hídricos de maneira eficaz, tais como Austrália, Estados Unidos e Israel.

 

Segundo o presidente da CNA, João Martins da Silva Júnior, é importante debatermos a falta de recursos hídricos no mundo, pois é um tema muito relevante para o setor agropecuário. “A água é nosso capital, assim como a terra. O produtor rural está consciente da crise hídrica e, por isso, busca cada vez mais uma irrigação eficiente”, observa. Para exemplificar, João Martins, falou da situação da Bacia do Rio São Francisco que melhorou após os agricultores utilizaram a irrigação por gotejamento, como forma de melhorar o custo e utilizar menos água. “Neste tipo de irrigação o ciclo é positivo. A água não desaparece. Ela retorna”, frisou.

 

João Martins também falou sobre a preservação hídrica na cidade. Para ele, as águas dos rios urbanos são muito mais poluídas e mal utilizadas que as da área rural. “Temos que reutilizar a água. Não podemos perder qualquer quantidade deste recurso”, afirmou. O presidente da CNA acredita que o governo tem muitos projetos para reverter essa crise, no entanto faltam recursos financeiros para aplicá-los. “No caso dos produtores rurais de pequeno porte, o governo deveria fornecer equipamentos para reverter o alto consumo de água na irrigação. O retorno seria benéfico e ajudaria toda a população brasileira. Temos que buscar um planejamento”, finalizou.

 

(Com informações da Ascom do Mapa e da CNA)