Palmas, Tocantins -

Agronegócio


Produção
1.875 visualizações

Pesquisa com Dendê visa fortalecer opções de biodisel no Estado

Pesquisa sobre a extração do óleo é realizada na área do Projeto de Irrigação São João, próximo a Porto Nacional, e fortalece as opções de biodiesel.
- Atualizada em

A produção de dedê no Estado tem crescido significativamente. De acordo com o coordenador de Biocombustível da Seagro, Marcos André Ribeiro Correia, a produção tem chegado a 8 toneladas por hectare ao ano.

Segundo o coordenador a pesquisa sobre a extração do óleo, que é realizada na área do Projeto de Irrigação São João, próximo a Porto Nacional, fortalece as opções de biodiesel. “A pesquisa sobre o dendê iniciou há seis anos e deve encerrar em 2014. É um meio de fortalecer as opções de biodiesel para o Estado, logo que hoje só temos a soja”, explicou.

 

Experiência

 

Marcos ressaltou também que o projeto está em fase experimental. “Ainda estamos em fase experimental sem ainda um cultivo comercial, mas a nossa intenção é que se confirme o óleo como mais uma alternativa de produção, principalmente, para os pequenos agricultores”, enfatizou.

O coordenador finalizou destacando que uma das principais vantagens do dendê é que ele tem um cliclo de vida longo. “Ainda estamos coletando os dados e verificando as possibilidades, mas podemos adiantar que os resultados estão sendo satisfatórios, pois uma das vantagens é que o óleo tem um ciclo de vida longo, em média de 20 a 30 anos, além de ter safra o ano todo, iniciando sua primeira colheita comercial no quinto ano de plantio”, finalizou.

 

Pesquisa

No começo do mês, representantes da Seagro e Embrapa renovaram o convênio do Projeto de Avaliação do Dendezeiro no Tocantins, que está sendo realizado na área de projeto de irrigação São João, próximo a Porto Nacional.

No convênio, a Embrapa fica responsável pelo desenvolvimento da pesquisa, monitoramento e acompanhamento. Já a Seagro disponibiliza a área no Projeto São João, além da manutenção da irrigação, disponibilizando água e energia para o estudo.

Notícias sobre:

seagro dede tocantins marcos andre