Palmas, Tocantins -

Agronegócio


Brasília
513 visualizações

Sebrae Tocantins participa da apresentação de Plano para Região Norte no Mapa

O Plano de Desenvolvimento da Região foi apresentado para ministra Kátia Abreu e representantes dos estados, entre secretários de agricultura e instituições ligadas ao agronegócio, como o Sebrae-TO..
- Atualizada em
Descrição: Reunião no Ministério da Agricultura e Pecuária Ascom Sebrae

Desafios e oportunidades para o desenvolvimento agropecuário e social na Região Norte foram discutidos nesta quarta-feira no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O Plano de Desenvolvimento da Região foi apresentado para ministra Kátia Abreu e representantes dos estados, entre secretários de agricultura e instituições ligadas ao agronegócio, como o Sebrae Tocantins.

 

Durante a reunião, a Embrapa apresentou um estudo com um diagnóstico de todos os sete estados do Norte do país, além de recomendações de programas e ações para desenvolver de forma sustentável a agricultura e a pecuária na região.

 

De acordo com o diagnóstico, atualmente apenas nos estados do Pará e de Rondônia a agropecuária está mais desenvolvida, correspondendo a 33% e 31%, respectivamente, do PIB do agronegócio da região.  Já no Amazonas, em Roraima, no Amapá e no Acre, a maioria da população vive nas grandes cidades, geralmente as capitais dos estados, contribuindo com uma pequena porcentagem do PIB do agronegócio. Grande parte do Tocantins, que também compõe a região, está inserida nas estratégias para o Matopiba.

 

A partir do estudo, foram apontadas algumas ações transversais como a garantia e a segurança alimentar dos grandes centros urbanos, com a redução do preço da comida; o incentivo à fruticultura nativa e exótica; o fortalecimento de culturas comerciais específicas e intensivas no uso de mão-de-obra; a promoção da integração produtiva sustentável e competitiva da agropecuária; a ampliação da classe média rural - hoje, 95% dos produtores da região são pobres ou muito pobres - e também o incentivo às novas políticas públicas e privadas para a região.

 

Para o superintendente do Sebrae Tocantins, Omar Antônio Hennemann, a instituição está desenvolvendo ações voltadas para o aumento dos pequenos negócios na região amazônica, como uma forma de estimular a economia e mudar a realidade de famílias pobres no estado. “Assim, o Sebrae entra em campo para cumprir o seu papel, o de apoiar o desenvolvimento dos pequenos negócios”, afirmou Hennemann.