Palmas, Tocantins -

Blog da Tum

Roberta Tum

Roberta Tum

roberta.tum.9 @robertatum

Colunista do Editorial Blog da Tum


Análise
1.234 visualizações

Os signos e sinais da aliança de Cinthia e Carlesse

A união da prefeita de Palmas com o governador é um movimento administrativo e político que, sem dúvidas, trará bons rendimentos para a Capital...
- Atualizada em
Esequias Araújo/Governo do Tocantins

A semana terminou nesta sexta-feira, 7 de maio, com um fato significativo no cenário político do Estado: a aliança que se consolida a cada gesto e a cada sinal entre o governador Mauro Carlesse e a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro.

 

Dois fatos especificamente demonstram esse movimento, que é administrativo, mas também político. O primeiro, foi a visita inédita de um governador com o seu secretariado de primeira linha à prefeitura de Palmas, detalhe: acompanhado do vice, Wanderlei Barbosa.

 

 

A ida de Carlesse ao Paço Municipal para tratar de um pacote de obras que, ainda que projetado acima de todas as expectativas, é um pacote que traz a esperança da realização de obras, que só são possíveis havendo união entre Estado e prefeitura na operacionalização de medidas jurídicas e administrativas que permitam a celeridade dessas obras.

 

O pacote de obras projeta investimentos de quase R$ 1 bilhão para o município. Dentre as obras, estão a construção do Hospital Materno Infantil, com previsão de R$ 60 milhões; mais de R$ 102 milhões nas obras de drenagem e pavimentação da Avenida NS-15; R$ 40 milhões na reconstrução do pavimento da TO-080 que liga Palmas a Paraíso; R$ 1,9 milhão em recuperação de estradas vicinais; R$ 1,2 milhão na revitalização da Ponte da Amizade e da Integração; retomada das obras do colégio de tempo integral na AE NE 23 (ao lado do Colégio Militar), cujo investimento é de R$ 7 milhões, dentre outros.

 

O apelo da rede de bares e restaurantes ecoa no Palácio e no Paço

 

A relação entre um segmento importante do empresariado da Capital - Abrasel e os proprietários de bares e restaurantes - com o paço municipal tem sido tumultuada em alguns momentos quando o setor estica a corda na cobrança e nos movimentos para a retomada dos atendimentos presenciais no maior percentual possível e o COE (Centro de Operações de Emergência em Saúde) resiste em autorizar o funcionamento da forma como o setor requer.

 

Nesse sentido e visualizando a proximidade entre governo e prefeitura, o segmento utilizou-se da deputada Claudia Lelis, que vem empunhando a bandeira da retomada mais plena possível das atividades do setor que movimenta o turismo e foi ao governador Mauro Carlesse essa semana. Na verdade, o governador os recebeu com cordialidade e se dispôs a fazer uma ponte entre o segmento e a prefeita Cinthia Ribeiro, porém sem interferência, uma vez que essa autoridade de decisão sobre flexibilização ou não é da prefeita.

 

Bem ao seu estilo, sem interferência direta, o que Carlesse vem fazendo é ajudando a aparar arestas que possam ter sido criadas em outros momentos e que agora, diante de um cenário mais tranquilo do controle da pandemia na cidade, começam a mudar.

 

O segmento emprega muita gente. Não consegue sobreviver apenas com delivery, uma vez que os seus custos são altos e necessita de fazer o atendimento presencial dentro de uma escala de segurança para garantir a manutenção dos negócios e desses empregos. O governador entendeu a demanda, fez contato com a prefeita Cinthia e, na próxima semana, o segmento volta a se sentar com os representantes do município, possivelmente mais desarmados.

 

De uma fonte palaciana, o blog ouviu que a relação Carlesse e Cinthia tem sido a mais suave possível dentro de um clima respeitoso em que o governador não pretende qualquer interferência que possa ser mal interpretada. "O que a gente tá vendo é uma junção de esforços inédita e que pode render muito administrativamente em ações concretas para a Capital", disse uma das fontes ouvidas pelo blog.

 

Não é possível precisar exatamente o que se refletirá no campo político com essa aproximação, mas em clima de paz, de construção e de cooperação, pelo menos neste ano de 2021, até a entrada do processo eleitoral do ano que vem, não há a menor dúvida de que Palmas tem muito a ganhar com os ânimos arrefecidos e com as condições de governabilidade garantidas após a aproximação política de Carlesse e Cinthia.

 

Basta lembrar uma frase dita em uma das reuniões lá atrás quando vereadores se rebelavam na tentativa de destituir a prefeita. "Daqui pra frente quem estiver contra ela estará também contra mim", disse o governador textualmente, conforme o blog ouviu de um dos vereadores que estavam presentes na reunião.

 

Como diria meu velho amigo Salomão Wenceslau lá do alto: "é, pois é, é isso aí".

Outras Notícias