Palmas, Tocantins -

Café Online

Ver comentários
Roberta Tum

Roberta Tum


roberta.tum.9 @robertatum
Colunista do editorial Café Online

Ato da Polícia Civil
3.757 visualizações

Amastha participa de protesto na AL e delegado classifica o ato como oportunista

O protesto dos policiais civis contra o "decreto da mordaça" realizado aconteceu na última terça-feira, 26, em frente a Assembleia Legislativa.
- Atualizada em

O protesto dos policiais civis contra o "Decreto da mordaça" realizado na manhã desta terça-feira, 26, contou com a presença do ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB). Durante o ato, Amastha subiu em um trio elétrico e fez o uso do microfone, onde falou que participava do movimento não como político mas como cidadão e que a discussão a favor das instituições no Tocantins ganhou força, recentemnete, com os policiais. "Eu me sentia sozinho quando discutia as agressões contra as instituições do Estado e hoje eu vejo, graças à vocês, que esse movimento toma mais força e nós temos que a obrigação como cidadãos de defender as nossas instituições". O ex-prefeito vem demonstrando uma proximidade com o grupo dos policiais desde quando se ofereceu para pagar o aluguel dos Complexos de Delegacias da polícia civil, que receberam ordem de despejo por falta de pagamento. Porém, teve quem classificou a participação do ex-gestor como oportunismo, como o delegado Guilherme Rocha, que comentou o ato em sua rede social "Nem sempre é fácil conter o oportunismo em um espaço democrático (fica a lição para as entidades de classe). Combate à corrupção continuará imparcial, doa a quem doer!!!".