Palmas, Tocantins -

Café Online

Ver comentários
Roberta Tum

Roberta Tum


roberta.tum.9 @robertatum
Colunista do editorial Café Online

Câmara dos Deputados

Freitas do PT avalia 45 dias de mandato em vaga de Irajá: “dei voz aos oprimidos"

- Atualizada em
Lula Marques

Após 45 dias ocupando a cadeira do deputado federal Irajá Abreu (PSD) na Câmara Federal, o suplente Freitas do PT (PT/TO) deixa o cargo com a sensação de dever cumprindo. “Foi um tempo curto, mas suficiente para fazer o que poucos fizeram na história do Tocantins, que é dar voz aos oprimidos e não aos opressores”, avaliou o petista. Durante o período em que esteve na vaga, o parlamentar proferiu oito discursos em que abordou vários temas relacionados às suas bandeiras de atuação. “Usei a tribuna para me posicionar contra a MP 844 que facilita a privatização de empresas públicas de saneamento básico e também, para fazer denúncias como o Projeto de Aproveitamento Hidroagrícola Sampaio que pretende tirar recursos da agricultura familiar e beneficiar  meia dúzia de fazendeiros.  Em uma das oportunidades, critiquei o falso moralismo de parlamentares do Tocantins que estão envolvidos em supostos esquemas de corrupção, mas que mesmo assim, criticam o Partido dos Trabalhadores”, recordou. Na última semana, o petista fez um apelo ao Governo Federal para que sejam tomadas algumas medidas em relação à reintegração de posse de terras no Tocantins. Freitas do PT deixa a vaga na Câmara Federal após o fim da licença da deputada Dulce Miranda (MDB). A cadeira será ocupada pelo deputado Freire Jr. (MDB).