Palmas, Tocantins -
Tribunal do Júri

Acusado de matar o tio envenenado, em São Sebastião, é condenado a 17 anos de prisão

O crime teria sido motivado por vingança, alimentado pelo réu desde os 7 anos de idade, em razão do desentendimento de seu pai com a vítima, seu tio. O réu colocou veneno no pote de água da vítima
- Atualizada em

Ernandes dos Santos Milhomem foi condenado por homicídio qualificado, acusado de premeditar a morte do tio, Gean dos Santos Milhomem, usando veneno. O crime aconteceu, em 2001, na cidade de São Sebastião do Tocantins, e o julgamento ocorreu em Sessão do Tribunal do Júri realizada nesta quinta-feira, 10, no Fórum de Augustinópolis.

 

O crime teria sido motivado por um sentimento de vingança, alimentado pelo réu desde os sete anos de idade, em razão do desentendimento de seu pai com a vítima, seu tio. Ernandes então teria colocado veneno no pote de água da vítima. Quatro dias depois do ato, voltou à residência da vítima, de lá retirou várias objetos, entre eles, uma arma de fogo, destruiu o pote com água e ateou fogo no rancho de palha onde vivia Gean.

 

O réu foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado, por motivo torpe e uso de veneno, devendo cumprir pena de 17 anos e três meses de prisão. A sessão foi presidida pelo magistrado Alan Ide Ribeiro da Silva, a quem coube estipular a pena pelo crime.

 

(Com informações da Ascom/MPE)