Palmas, Tocantins -

Cidades


Em Colinas
141 visualizações

Adriano Rabelo lamenta falta de clareza do Instituto Paulo Ricardo em obras na cidade

A Prefeitura de Colinas apontou irregularidades nas obras do Instituto Paulo Ricardo. Foi doada uma área de 1.164,23m² e o Instituto está utilizando uma área total de 2.025,03m²
- Atualizada em
Divulgação

A pedido do Instituto Paulo Ricardo, foi acordado na manhã do último sábado (26), uma visita técnica à obra, entre engenheiro da Prefeitura de Colinas e engenheiro  do Instituto, para nova medição do lote doado. Não compareceram e enviaram um pedido, para que a visita fosse adiada para esta segunda-feira (29), mas, novamente não compareceram.  


Equipes da Prefeitura refizeram a metragem onde constatou novamente que há às  irregularidades citadas, para o embargo. "A nossa equipe cumpriu com o acordo, tanto no sábado, como hoje estiveram no local, conforme o combinado", explicou a diretora do Cadastro Imobiliário, Silvania Rodrigues.  



Prefeito Adriano Rabelo lamenta que está acontecendo essas divergências, e destaca que todo o processo está sendo dentro de trabalhos técnicos e não há controvérsias políticas, como citado na nota enviada pelo padre Rosivaldo.


"Não tenho intenção nenhuma de prejudicar o Instituto, muito menos a população. Um hospital a mais, só vem somar com o outro do Município que já reformamos para dar mais conforto aos pacientes”.


O prefeito acrescentou  que sabe dos trabalhos prestados, para a população , pelo Instituto e admira a atuação no município. “ O Projeto de Lei foi elaborado e votado na Câmara e fizemos a doação por acreditar na competência dos colaboradores e do Pe. Rosivaldo, no qual admiro muito. Porém a equipe do imobiliário da Prefeitura, constatou irregularidades e que precisam ser corrigidas. Estamos prontos para resolver da melhor forma possível, dentro da legalidade, conforme estabelece o projeto de Lei." Ressaltou o Prefeito Adriano.



O prefeito esclareceu ainda, que o Departamento Imobiliário, fez a metragem correta do terreno doado e que caberia ao engenheiro do Instituto, realizar também a metragem corretamente para a construção, com projeto adequado para a área.



Irregularidade



A equipe de fiscalização constatou que a área que está sendo utilizada, totaliza 2.025,03m², divergindo com o que dispõe o Decreto Municipal nº 33, de 14 de maio de 2019, onde fora doada uma área de 1.164,23m², totalizando uma diferença é de 860,80m².