Palmas, Tocantins -
Lazer em Palmas
1.456 visualizações

Amastha apresenta projeto completo do Parque dos Povos Indígenas; obra terá 8 etapas

Em coletiva concedida à imprensa na manhã desta quarta-feira, 9, o prefeito apresentou a revitalização da Praça da Árvore e o projeto completo do Parque dos Povos Indígenas
- Atualizada em
Com inauguração às 18h30, Parque terá programação o dia todo Secom Palmas

No Dia Internacional dos Povos Indígenas celebrado nesta quarta-feira, 9, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha apresentou o novo projeto de revitalização da Praça da Árvore em entrevista coletiva à imprensa. Na tarde desta quarta, será inaugurada a primeira etapa do Parque dos Povos Indígenas (PPI), a partir das 18h30, com a participação do presidente do Comitê Intertribal – Memória e Ciência Indígena, Marcos Terena, e do coordenador dos Jogos dos Povos Indígenas e dos Jogos Tradicionais Indígenas do ITC, Carlos Terena, que estarão à frente do ritual da Consagração do Parque.

 

Segundo o prefeito o investimento da primeira etapa da revitalização do local custou cerca de R$ 2 milhões e ao todo a obra terá 8 etapas. “Não foi uma obra licitada. Foi feita com recursos próprios da prefeitura e e através de parcerias”, esclareceu. Para Amastha a reforma do local “resgata a história da Praça da Árvore que estava totalmente abandonada durante muitos anos, também resgatamos a história do nosso passado, dos Povos Indígenas, a integração do nosso povo os termos de sustentabilidade e o futuro econômico da nossa cidade”, avaliou.

 

No quesito sustentável, o Parque dos Povos Indígenas será, até a conclusão das outras sete etapas, um grande corredor ecológico que interligará áreas verdes desde as áreas vicinais dos córregos Sussuapara e Brejo Comprido até o Lago de Palmas. Nas outras etapas do parque haverá a implantação de diversos equipamentos como biblioteca, museu, laboratórios de ciências naturais, pontos de atendimentos ao ciclista e ao idoso, videoteca ambiental, eco-bistrô e cine-bistrô. Cada etapa da obra homenageará as etnias indígenas do Tocantins.

 

Estrutura

O parque fica localizado na Avenida LO-04, esquina com a NS-04, região Norte da Capital. A revitalização foi planejada com espaço para a prática de esportes. O local foi ampliado e conta agora com duas quadras de areia para vôlei e futevôlei, arquibancada, duas quadras de areia para prática de peteca ebadminton; playground, duas academias ao ar livre, quadra de areia com suporte para a prática de slackline,  pista de caminhada, ciclovia, estacionamento, banheiros públicos, iluminação de LED e Feira das Cores.

 

Na ocasião o prefeito adiantou que durante a inauguração na tarde desta quarta dará o pontapé inicial já para a segunda etapa e que já está pensando em algo para a região sul.

 

“Hoje quando inaugurarmos o PPI, já vamos assinar a ordem de serviço da segunda etapa onde vamos concluir toda a ciclovia e mais alguns equipamentos e já estamos pensando numa terceira etapa que será uma surpresa. Agora o centro já tem o Cesamar, a região norte tem o Parque dos Povos Indígenas, e na região sul já temos equipes trabalhando na delimitação do espaço e no que vamos fazer lá. Sabemos que muitos caminham na entrada do aeroporto, em volta do Airton Sena, então precisamos que todos os cantos da cidade tenham a mesma qualidade de vida”, revelou o gestor.

 

Nomenclatura

A reforma e ampliação do local não mudou de nome, mas agora a Praça da Árvore integra o Parque dos Povos Indígenas. “Nós estamos inaugurando o Parque dos Povos Indígenas que tem várias etapas e a Praça da Árvore faz parte do parque. A praça antes era uma coisa só e hoje a gente tem um conceito maior e a praça fica dentro de um amplo Parque”, explicou o prefeito.

 

Feira das Cores

Começa a funcionar nesta quarta-feira, 9, a Feira das Cores de Palmas. A feira inédita será na Praça da Árvore que integra o Parque dos Povos Indígenas a partir das 16 horas. A feira terá 30 barracas onde só será permitida a venda de produtos prontos ou naturais.

 

Na relação de alimentos que serão comercializados estão tapiocas e paçocas, sanduíches naturais, sucos naturais, salgados assados, pães, geladinhos e picolés gourmet, sorvetes, açaí, doces, tortas, bolos, frutas, caldos e pamonhas. Quanto a bebidas, serão vendidas apenas água com e sem gás, sucos naturais, cremes, chocolate quente e frio, cafés e chás. Além disso, haverá barracas para venda de animais, tipo pet shop.

 

Para garantir o atendimento aos frequentadores do Parque dos Povos Indígenas, a Feira das Cores funcionará todas as quintas-feiras e sábados, a partir das 17 horas, e aos domingos, a partir das 7 horas.