Palmas, Tocantins -

Cidades


Prefeitura de Porto
3.456 visualizações

Após ligação à Cinthia, Ronivon antecipa decreto e cancela festa funk na praia

A Prefeitura de Porto Nacional decidiu antecipar um novo decreto que entraria em vigor na próxima segunda-feira, 18. O documento proíbe a realização de eventos tanto públicos como privados
- Atualizada em
Descrição: Cartaz da festa funk na Orla Divulgação

A repercussão negativa da autorização da prefeitura de Porto Nacional para realização de festa, em pleno registro de aumento de casos e mortes no Tocantins pela Covid-19,  levou o prefeito de Porto Nacional, Ronivon Maciel, a antecipar novo decreto que seria promulgado na segunda feira, 18, pra esta sexta-feira, 15. 

 

A informação foi enviada ao T1 Notícias, pela secretária de comunicação Meire, após a publicação de matéria e postagem na redes sociais da editora do Portal ainda na noite de quinta-feira, 14. Conforme a assessora, diante do aumento de casos, o prefeito Ronivon ligou pra prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, e em alinhamento com ela, antecipou o decreto, que proíbe a realização de eventos tanto públicos como privados. 

 

A matéria publicada no final da tarde de quinta-feira, 14, no Portal, trazia a informação de uma festa programada para acontecer nesta sexta-feira, 15, a partir das 22 horas, intitulada  “baile do gbr 2021”, e prometia reunir uma verdadeira multidão em meio à pandemia e ao crescimento do número de contaminados pela Covid-19, na Orla do Lago da UHE de Lajeado. 

 

Os organizadores escolheram o lado da praia do Luzimangues, distrito de Porto Nacional, fugindo assim da rigidez dos decretos em vigor em Palmas, mas a divulgação nas redes provocou a atenção das autoridades.

 

A organização do baile funk divulgou um vídeo através do instagram @bailedogbr2021 afirmando que o evento ia seguir todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), entretanto, outra postagem nesta quinta-feira, 14, informava que a festa “vai esgotar”. O material postado afirmava que as vendas estavam abertas para o segundo lote de ingressos, tanto da pista quanto para os camarotes.

 

O Portal questionou a prefeitura de Porto Nacional ainda na quarta-feira, 13, e objeve resposta às 18h17 desta quinta-feira, 14. A prefeitura disse que o decreto da gestão anterior, que permitia a realização de eventos ao ar livre para até 200 pessoas, estava em vigor. A nota acrescentava que "amanhã será divulgado um novo decreto, com novas medidas de restrição que entrará em vigor a partir de segunda-feira, dia 18. Porém, diante do decreto em vigor, caso não sejam observadas as normas estabelecidas no referido evento, mediante fiscalização e denúncia, o mesmo poderá ser notificado e autuado".

 

Através da página dos organizadores no Instagram, o portal T1 Notícias procurou saber de que forma os organizadores pretendem garantir distanciamento social, uso de máscara e álcool em gel num evento dessa proporção, e aguarda o retorno. Através de contato via Whatsapp, divulgado no panfleto, o portal contatou Daniel (@_daneventos), que indicou o jornalista Álvaro Júnior para responder sobre a organização. "A festa não é minha e não sou assessor de imprensa do evento", descartou o jornalista, indicando como organizador da festa, Antonio Neto. Este, questionado pela reportagem, voltou a indicar Daniel, que não respondeu aos questionamentos até o fechamento da matéria.