Palmas, Tocantins -
Miracema do Tocantins

Caminhoneiros cobram pagamento de salários; Prefeitura diz que repasse foi feito

Já a Prefeitura, em nota encaminhada ao T1 Notícias, disse que o pagamento dos caminhoneiros não é de responsabilidade da Prefeitura e sim, da empresa terceirizada.
- Atualizada em
Divulgação

O recolhimento do lixo em Miracema do Tocantins está suspenso até que o pagamento dos salários atrasados seja feito, foi o que informou, Natalino Custodio, dono de caminhão terceirizado para a prefeitura do Município e que, na manhã desta terça-feira, 25, resolveu se manifestar junto com outros caminhoneiros em frente a sede da Prefeitura do município. 

 

Segundo Custodio, a prefeitura contratou seis caminhões, incluindo o dele, para utilizar na coleta do lixo da cidade há dois anos. Mas há pelo menos oito meses, o repasse do aluguel dos veículos não é feito. De acordo com Natalino, a alegação do poder municipal é de que não há dinheiro para o pagamento do serviço. 

 

Já a Prefeitura, em nota encaminhada ao T1 Notícias, disse que o pagamento dos caminhoneiros não é de responsabilidade da Prefeitura e sim, da empresa terceirizada, LC da Luz Construção, Limpeza e Locação LTDA – ME, mais conhecida como "Barraria". 

 

Natalino revelou ao T1 que os donos de caminhão já chegaram a receber pela empresa algumas vezes, mas depois não receberam mais. Disse ainda que não existe um contrato firmado, nem com a empresa nem com o poder público sobre a prestação desse serviço. 

 

Ainda segundo a prefeitura, o valor repassado somente este ano para a empresa "Barraria" foi de R$ 855.436,26. O município disse também que a gerir o serviço de limpeza a partir de 11 de maio, com vigência de outra licitação destinada apenas a locação de caminhão e afirmou que tem cumprido os compromissos firmados.

 

O T1 Notícias tentou contato com a empresa "Barraria", mas no momento da ligação o representante disse que não poderia nos atender. O espaço segue aberto. 

Notícias sobre:

miracema manifestação lixo