Palmas, Tocantins -
Palmas

Cinthia Ribeiro visita Projeto de Assentamento Entre Rios para acompanhar projetos

O programa é voltado para os produtores rurais de baixa renda, que recebem até dois salários mínimos e meio
- Atualizada em
Da Web

Com o objetivo de fortalecer os produtores rurais da agricultura familiar com assistência técnica e extensão rural coletiva e de qualidade, a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, visita neste sábado, 09, às 9h30, o Programa de Assentamento (P.A) Entre Rios, no distrito de Buritirana, para acompanhar as ações desenvolvidas nos projetos Melhor Caminho (recuperação de estradas vicinais), Programa Calcário e Chão Produtivo (preparo e recuperação do solo). O evento é promovido pela Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder) e na oportunidade, a prefeita se reunirá com os produtores no salão da Igreja Assembléia de Deus do P.A Entre Rios. 

 

O programa é voltado para os produtores rurais de baixa renda, que recebem até dois salários mínimos e meio. Para participar do programa, ele precisa comprovar que faz parte da agricultura familiar do Município. E a meta é que os cerca de 900 produtores já cadastrados na Seder sejam contemplados com assistência técnica, maquinários e insumos para impulsionarem suas culturas.

 

A assistência é feita a partir de chamado livre, ou seja, cada interessado busca a gestão e elabora projeto produtivo para apresentar suas necessidades. Nesse ponto, os técnicos da Seder analisam o que pode ser atendido. Os recursos também são oriundos de convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

 

Durante a elaboração dos projetos produtivos, a equipe da secretaria orienta sobre a melhor cultura para a região, a quantidade de adubação, espaçamento, variedade, profundidade e a qualidade da semente. O plantio é responsabilidade de cada produtor, mas caso precise de orientação, a Seder envia uma equipe para auxiliar. Após o cultivo, a pasta acompanha o desenvolvimento da lavoura e também da colheita, dependendo da cultura esse processo pode variar até um ano.