Palmas, Tocantins -
Em Palmas

Círio de Nazaré começa nesta 3ª com recepção da imagem de Nossa Senhora no Aeroporto

A festa, que é uma das maiores celebrações católicas do Brasil, chega ao Tocantins colocando o Estado no circuito celebrativo da data
- Atualizada em
A festa é uma das maiores celebrações católicas do Brasil Divulgação

Começa nesta terça-feira, 14, a primeira edição do Círio de Nazaré em Palmas. A festa, que é uma das maiores celebrações católicas do Brasil, chega ao Tocantins colocando o Estado no circuito celebrativo da data. A recepção da imagem de Nossa Senhora de Nazaré será no Aeroporto de Palmas, nesta terça-feira, a partir das 20h. Após o breve momento de recepção, a imagem segue em carreata pelas paróquias Imaculado Coração de Maria, (Taquari), Santo Antônio (Aureny 3), São João Batista (1106 sul), São Luís Orione (904 sul), São José (604 sul), até o Santuário Nossa Senhora de Fátima (308 sul), onde passa a noite em vigília.

 

Na quarta-feira, 15, a programação começa a partir das 06h com a saída da imagem do Santuário para a paróquia Nossa Senhora Aparecida (Praça da Matriz, Taquaralto); e segue às 09h com a saída da Nossa Senhora Aparecida para a paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Quadra 30, Aureny 4); 11h saída da Perpétuo Socorro para a paróquia Nossa Senhora Monte do Carmo (108 Norte), às 13h saída da Monte do Carmo para a paróquia Jesus de Nazaré (303 Norte); às 15h saída da Jesus de Nazaré para a paróquia Coração de Maria (305 Sul); retornando às 17h da Coração de Maria para o Santuário Nossa Senhora de Fátima (308 Sul); onde às 18h terá início a procissão Luminosa, com a corda e a berlinda, saindo do Santuário até a Casa de Maria (106 Sul) onde ocorre a missa de encerramento às 19h30.

 

O evento, que é promovido pela Arquidiocese de Palmas, contará com símbolos marcantes da sua tradição nas edições realizadas em outras cidades, como a procissão luminosa com a corda e a berlinda contendo a imagem da santa, além dos momentos marianos regados aos cantos e orações que já são ícones de fé.

 

Conforme padre Fábio Gleiser, um dos organizadores do evento, a Arquidiocese traz a festa para o Estado dentro do seu projeto missionário, uma maneira de homenagear Nossa Senhora e valorizar a devoção do povo católico em Palmas, que é uma devoção mariana.

 

Segundo Dom Pedro Brito Guimarães, arcebispo Metropolitano de Palmas, a festa promete ser bonita e participativa. "Os organismos da Arquidiocese estão envolvidos nesta festa mariana que é símbolo de fé e devoção, esperamos que o momento gere frutos de amor e esperança".