Palmas, Tocantins -

Cidades


LGBTfobia
1.371 visualizações

Comissão de Diversidade repudia ato de discriminação contra casal lésbico no Cinemark

Colaboradora do cinema teria dito que expressão de carinho entre casal de mulheres seria um desrespeito às famílias que frequentam o local
- Atualizada em
Divulgação

A Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero do Instituto Brasileiro de Direito de Famílias – IBDFAM Seção Tocantins - emitiu uma nota repudiando o ato de lesbofobia cometido por uma colaboradora da unidade do Cinemark em Palmas contra Phatricia Gomes de Araújo e sua namorada. A ofensora teria afirmado que a expressão de carinho do casal seria desrespeitosa com as famílias que frequentam o cinema, sem considerar que o casal ofendido constitui uma modalidade de família.

 

“Nos dias de hoje as empresas devem se preocupar não somente em vender e lucrar. Elas precisam observar e prestar um bom serviço, por meio de bons colaboradores, que tenham um tendão de um mundo diverso e que o respeito prevaleça acima de qualquer relação consumerista ou não”, afirmou Landri Neto, presidente da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero do IBDFAM Seção Tocantins.

 

Segundo ele, atos de discriminação e LGBTfobia como esse não são mais aceitos dentro do mundo comercial. “Os clientes hoje são os mais diversos e multifacetados componentes das mais inúmeras populações de minorias ou não”, destacou.

 

A nota da comissão destaca que é necessário compreender “a concepção que família é a releitura e efetivação do amor entre pessoas que se entrelaçam em busca da felicidade comum e do crescimento pessoal”.

 

Confira a nota na integra:

 

A Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero do Instituto Brasileiro de Direito de Famílias – IBDFAM Seção Tocantins, repisando nosso incessante trabalho de proteger e zelar pelo bom direito e pelo existir de todas as famílias, vem a público repudiar o ato de lesbofobia criminosamente cometido por colaboradx da Rede Cinemark de Cinema (@cinemarkoficial) na capital do Estado contra a jovem Phatricia Gomes de Araújo e sua namorada.

 

A ofensora afirmou que a expressão de carinho do casal seria desrespeitoso com as famílias que frequentam o estabelecimento, entretanto, as ofendidas constituem uma modalidade de família.

 

Necessário compreender a simples concepção que família é a releitura e efetivação do amor entre pessoas que se entrelaçam em busca da felicidade comum e do crescimento pessoal. É o mosaico de seres dotados de sentimentos e afeto construindo uma grande gama de amorosidade.

 

Um casal lésbico é o início de uma família e merece o respeito desta baseadora instituição.

 

Esta Comissão se coloca a inteira disposição para auxiliar as vítimas deste crime de ódio através dos nossos membros multifacetários e acompanhará o solucionar do caso, ressaltando sempre o respeito a diversidade e cobrando celeridade.

 

Alessandra Muniz

Presidente do IBDFAM Seção Tocantins

 

Landri Neto

Presidente da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero do IBDFAM Seção Tocantins

Notícias sobre:

#lgbtfobia #crime