Despachante que usava documentos falsos para emplacar veículos é fechado

A Sindicância constatou que o Despachante JR utilizava de endereços falsos para fazer emplacamentos de veículos do Pará, em Xambioá.

Despachante funcionava em Xambioá
Descrição: Despachante funcionava em Xambioá

Após constatar irregularidades na transferência e no primeiro emplacamento de veículos pelo Despachante JR, de Xambioá, o Departamento de Trânsito do Tocantins decidiu pelo descredenciamento do despachante.

 

De acordo com o Detran, desde a instauração de sindicância para apurar denúncias de irregularidades, o despachante já estava impedido de atuar junto ao órgão, através do bloqueio do seu acesso ao sistema do Detran.

 

A denúncia foi objeto de reportagem no Portal T1 Notícias no dia 18 de outubro, nove dias após sair o resultado da sindicância do Detran.

 

O parecer conclusivo da sindicância será publicado esta semana do Diário Oficial do Estado. A Comissão, era presidida pela funcionária do Detran, Fabiana Zanini.

 

De acordo com o Detran, após a publicação no Diário Oficial, o resultado da sindicância será encaminhado ao Ministério Público Estadual para que sejam apuradas as responsabilidades dos fatos pelos crimes ocorridos.

 

Investigação

Durante as investigações, a Comissão de Sindicância constatou que o Despachante JR utilizava de endereços falsos para fazer emplacamentos de veículos do Pará, em Xambioá.

 

Embora pertença a Francislei Borges Leal, o despachante era administrado por José Jardel da Cruz Rocha, vereador eleito em Xambioá.

 

Confira na íntegra a nota do Detran

 

Nota de Esclarecimento

 O Detran Tocantins informa que concluiu sindicância que apurou e confirmou denúncia de irregularidade praticada pelo Despachante JR, de Xambioá, que culminou na penalidade de descredenciamento do mesmo.

 

O Órgão esclarece ainda que o despachante já estava impedido de atuar no decorrer da sindicância, através do bloqueio do seu acesso ao sistema que registra atividades dos credenciados no Detran-TO. 

 

O Órgão publicará o parecer conclusivo da sindicância, que trata do descredenciamento do despachante, no Diário Oficial do Estado, ainda esta semana.

 

 

Comentários (0)