Palmas, Tocantins -

Cidades


Evento clandestino
324 visualizações

Distribuidora é fechada em Buritirana por causar aglomeração e funcionar sem licença

Fiscais fecharam o local que estava promovendo evento clandestino sem licença. Participantes da festa estavam sem máscaras de proteção
- Atualizada em
Divulgação

Fiscais de Obras e Posturas da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedusr), com apoio da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP) e Polícia Militar (PM), autuaram uma distribuidora de bebidas em Burutirana, distrito de Palmas, identificada como “Chefias bar e distribuidora”, no último sábado, 11, por promover grande aglomeração e não possuir licença para realizar o evento.

 

Em nota ao T1 Notícias, a Prefeitura de Palmas informou que o estabelecimento comercial foi autuado por descumprimento aos decretos municipal, após constatação da denúncia de que havia aglomeração no local.

 

Vídeo que circula nas redes sociais do momento em que os agentes estiveram no local mostra a multidão saindo do local sem máscara de proteção e com bebidas nas mãos, além de exibir a frente da distribuidora isolada para a festa. “Lá tinha muitos menores e vendas de bebidas”, relatou um leitor ao T1 Notícias.

 

De acordo com moradores de Buritirana, cerca de seis viaturas estiveram no estabelecimento para fechar o local e dispersar a aglomeração.

 

Multas

 

A Prefeitura enfatizou que, em caso de descumprimento das medidas, as multas variam de R$ 50,00 a R$ 5 mil, sendo que, em casos de festas clandestinas de grandes proporções, geralmente são aplicadas multas no valor máximo. “Ressalta ainda que as ações de fiscalização são feitas diariamente, de forma itinerante, vistoriando e orientando o cumprimento dos decretos para conter a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Denúncias podem ser feitas pela Ouvidoria Municipal por meio do número 0800 6464 156 ou pelos telefones 153 ou 190 que funcionam por meio do Sistema Integrado de Operações (Siop)”.