Palmas, Tocantins -

Cidades


Assembleia
928 visualizações

Em Araguaína fiscais podem entrar em greve por tempo indeterminado

Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira, servidores estabeleceram prazo de 72 horas para prefeito cumprir Plano de Cargos e Salários.
- Atualizada em

Os fiscais da Prefeitura de Araguaína decidiram retornar ao trabalho nesta quarta-feira, 22 e deram um prazo de 72 horas para que o prefeito Ronaldo Dimas (PR) compra o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração da categoria.

Durante assembleia na tarde desta terça-feira, 21, os fiscais decidiram também que, caso a reivindicação não seja atendida, a categoria vai entrar em greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira, 27.

Com a suspensão da paralisação, os trabalhos de fiscalização foram retomados nesta quarta-feira, 22, inclusive as fiscalizações noturnas.

Os fiscais exigem o pagamento do Adicional de Produtividade previsto no Plano de Cargos e Salários. Este adicional é contestado na Justiça pela Administração Municipal que alega sua inconstitucionalidade, uma vez que vincularia o pagamento aos salários dos secretários municipais. O artigo 12 do Plano de Cargos e Salário estabelece produtividade de 42% a 75% para os fiscais.

 

Prefeito vai receber servidores

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Araguaína informou que o prefeito Ronaldo Dimas vai se reunir com os servidores para ouvir as reivindicações e encontrar uma solução para o impasse criado em torno do pagamento da produtividade.

Ainda de acordo com a assessoria, Ronaldo Dimas está em viagem, mas já tem uma reunião pré-agendada com os representantes dos fiscais ainda para esta semana.

 

Atualizada com nova informação às 16h13