Palmas, Tocantins -

Cidades


IAAPA 2017
326 visualizações

Em Orlando, Amastha defende Palmas no circuito de parques temáticos mundial

Segundo Amastha, a ideia de participar da exposição é divulgar o futuro distrito turístico, que será criado a partir da inclusão do projeto na revisão do Plano Diretor de Palmas
- Atualizada em
Descrição: Carlos Amastha na exposição anual da Associação Internacional de Parques Divulgação

O prefeito Carlos Amastha participa nesta quinta-feira, 15, da exposição anual da Associação Internacional de Parques e Atrações Turísticas (IAAPA) Expo 2017, em Orlando, Estados Unidos, onde divulga o potencial de Palmas como polo turístico. A ideia é divulgar, segundo Amastha, o futuro distrito turístico, que será criado a partir da inclusão do projeto na revisão do Plano Diretor de Palmas.

 

“Estamos convencidos da alta viabilidade do distrito turístico. Vamos apresentar hoje aos que dominam o tema. Temos pressa porque queremos ver Palmas crescer e ganhar reconhecimento dentro e fora do Brasil”, disse o prefeito.

 

Quem também participa, é o presidente da Agência Municipal de Turismo (Agtur), Cristiano Rodrigues, que também é presidente da Associação Nacional dos Destinos Indutores do Turismo (Anseditur).

 

Conforme já anunciado por Amastha, o distrito turístico de Palmas ficará localizado entre a Serra de Lajeado e o lago de Palmas e terá área de 10 milhões de m², que será parcelada em grandes glebas para a instalação de empreendimentos do ramo turístico. “A feira é um excelente local para divulgar nossos potenciais turísticos, além de captar possíveis investidores e trocar experiências exitosas”, ressaltou Amastha, na ocasião.   A feira acontece de 14 a 17 de novembro.

 

Também ciente da viabilidade de negócios que podem ser encaminhados no evento, o ministro do Turismo, Marx Beltrão, também esteve nos dois primeiros dias da exposição, ressaltando o Brasil como oportunidade de investimento para os maiores empresários do setor no mundo.  

 

Entre as vantagens comparativas do Brasil, Beltrão apontou o clima, a disponibilidade de grandes áreas para a implantação dos parques, a cultura amigável a esse tipo de entretenimento e o mercado consumidor altamente qualificado.

 

Segundo divulgado pelo Ministério do Turismo, dados do órgão máximo de turismo na Flórida registraram no ano passado 1,47 milhão de brasileiros na Flórida, estado americano que concentra atrações de entretenimento temáticas, motivados principalmente pelos parques temáticos. O Brasil é o terceiro maior emissor de turistas para a Flórida.  (Com informações do Ministério do Turismo)