Palmas, Tocantins -

Cidades


Institutos de longa permanência
2.395 visualizações

Em Porto, idosos do abrigo Tia Angelina contraem Covid-19; João XXIII segue sem casos

Dos 19 idosos que residem na instituição de longa permanência, todos contraíram a doença. Destes, 14 estão em tratamento no próprio abrigo e cinco internados
- Atualizada em
Descrição: Instituo de Longa Permanência Tia Angelina. Divulgação

A prefeitura de Porto Nacional informou nesta segunda-feira, 22, que o Instituto de Longa Permanência de Idosos Tia Angelina possui 19 idosos confirmados com Covid-19. Destes, 14 estão em tratamento no próprio instituto de longa permanência, acompanhados diariamente pela médica infectologista do município e recebendo todos os cuidados necessários.

 

Conforme a nota, há cinco idosos internados, quatro no Hospital Regional de Porto Nacional e um foi encaminhado para a UTI do Hospital de Campanha de Palmas.

 

Com o total de 19 idosos, o ILPI – Instituto de Longa Permanência de Idosos Tia Angelina é administrado pela prefeitura de Porto Nacional.

 

Sobre a transmissão

 

De acordo a prefeitura, a vigilância epidemiológica está acompanhando os casos e identificou que a transmissão ocorreu devido ao contato com cuidadores que testaram positivo, contraindo a doença fora da casa de permanência.

 

Abrigo João XXIII

 

Sobre os idosos do abrigo João XXIII, foi informado através do documento, que todos foram testados com exame de Swab (RT-PCR) e nenhum obteve resultado positivo. Salientaram também que os idosos receberam a primeira dose da vacina, porém ainda não possuem uma imunidade adquirida, pois a mesma ocorre após a aplicação da segunda dose.

 

Confira a Nota da Prefeitura de Porto Nacional na íntegra:

 

A Prefeitura de Porto Nacional informa que hoje nós temos 19 idosos do Abrigo Tia Angelina confirmados com COVID -19. Sendo que 14 estão em tratamento no próprio instituto de longa permanência, acompanhados diariamente pela médica infectologista do município e recebendo todos os cuidados necessários. Há 05 idosos internados, 04 no Hospital Regional de Porto Nacional e 01 foi encaminhado para UTI do hospital de campanha de Palmas.

 

A vigilância epidemiológica está acompanhando os casos onde foi identificado que a transmissão ocorreu devido o contato com cuidadores que testaram positivo, contraindo a doença fora da casa de permanência. Os idosos do abrigo João XXIII também foram testados com exame de Swab (RT-PCR) e nenhum obteve resultado positivo até o momento. Salientamos que os idosos receberam a primeira dose da vacina, porém ainda não possuem uma imunidade adquirida, pois a mesma ocorre após a aplicação da segunda dose. Reforçamos que nenhuma vacina possui garantia de imunidade 100%.