Palmas, Tocantins -

Cidades


Chuvas no Jalapão
110 visualizações

Famílias atingidas por alagamento em Aparecida do Rio Negro voltam para suas casas

A equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social de Aparecida do Rio Negro está fazendo o cadastramento das famílias dos 28 imóveis atingidos.
- Atualizada em
Divulgação

Em Aparecida do Rio Negro, região do Jalapão, todas as famílias atingidas pelas fortes chuvas, vítimas de alagamentos, já retornaram para suas casas, exceto os três moradores que ocupavam uma casa que desabou. “Esses se encontram em casa de parentes”, é o que conta o superintendente da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel Geraldo da Conceição Primo.

 

Pelo menos 28 famílias foram atingidas pelas águas do Rio Negro nesta sexta, 27. A equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social de Aparecida do Rio Negro está fazendo o cadastramento das famílias dos 28 imóveis atingidos.

 

As chuvas desta sexta-feira, 27, causaram a elevação do nível do Rio Negro, chegando a diversas residências no município de Aparecida do Rio Negro. A Defesa Civil Estadual tão logo tomou conhecimento do ocorrido deslocou uma equipe técnica para fazer uma avaliação dos danos causados e dar o apoio técnico necessário ao município e às famílias atingidos.

 

De acordo com o tenente-coronel Geraldo da Conceição Primo, o alagamento ocorreu pela manhã, por volta de 9 horas. “Segundo informações colhidas pela equipe entre os próprios moradores, em outros anos esses alagamentos já haviam ocorrido, mas o detalhe é que, da mesma forma como a água sobe rápido, ela desce rápido também”, relatou o tenente-coronel.

 

Ao todo, segundo o tenente-coronel, foram 25 casas atingidas, sendo que uma delas desabou. A moradia era feita de adobo, um tipo de construção mais simples, de barro cru, e que não suportou a infiltração de água em grande quantidade (enxarcamento).

 

Uma serralheria também foi atingida pelas cheias do Rio Negro. Além de dois mercados, totalizando 28 imóveis atingidos. Mas ninguém se feriu. “A nossa equipe esteve no local fez as orientações necessárias ao executivo municipal e as pessoas atingidas pelas águas”, completou Primo.

 

Segundo o tenente-coronel, alguns danos só serão possível ser detectados após a baixa total das águas e a limpeza dos locais. As famílias prejudicadas serão cadastradas. “Todas as famílias já retornaram para suas casas, exceto os três moradores que ocupavam a casa que caiu. Esses se encontram em casa de parentes”, conta Primo.