Palmas, Tocantins -

Cidades


Festa clandestina
637 visualizações

Festa com mais de 200 pessoas sem exigir comprovante de vacinação é fechada em Palmas

O local da festa, que ocorreu no sábado, também não tinha alvará de funcionamento e no interior do imóvel a Polícia Militar informou que encontrou drogas.
- Atualizada em
Divulgação/Prefeitura de Palmas

Com foco no cumprimento das medidas protetivas contra a Covid-19, no sábado, 25, a Operação Tolerância Zero fechou uma festa com mais de 200 pessoas, que não estava seguindo os protocolos e a determinação do Decreto 2.100 que estabelece a obrigatoriedade da apresentação do comprovante de vacinação para eventos acima de 200 pessoas. O local também não tinha alvará de funcionamento para festas e no interior do imóvel a Polícia Militar informou que encontrou drogas. A fiscalização no local aconteceu após denúncia feita via Siop por perturbação do sossego.

 

A operação também percorreu estabelecimentos no centro da cidade, nos setores Aurenys e Taquaralto. Já na madrugada de domingo, 27, os fiscais também atenderam a uma denúncia de perturbação do sossego no estacionamento da Praia da Graciosa, mas quando a equipe chegou ao local, os envolvidos desligaram o som e começaram a se dispersar.

 

A equipe fez algumas abordagens educativas por falta de máscara. Na noite de domingo, o foco dos fiscais de obras e postura e da vigilância sanitária foi verificar o cumprimento dos dispositivos do Código de Postura do Município e das normas sanitárias.

 

Operação

 

A Operação Tolerância Zero é uma ação conjunta da Diretoria de Fiscalização Urbana da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedusr), e a Vigilância Sanitária Municipal (Visa), com o apoio operacional dos agentes de Trânsito e Transporte, Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote), Corpo de Bombeiros Militar, equipe da Cidadania e Justiça, do Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran-TO) e o Procon-TO.