Palmas, Tocantins -

Cidades


Em Palmas
214 visualizações

Gestão desenvolve ação de conscientização de combate à Covid nas praias e Taquaruçu

Atividades irregulares ou aglomerações em estabelecimentos comerciais podem ser denunciadas pelo número 153 ou pela Ouvidoria Municipal, pelo telefone 0800-6464-156; as operações serão contínuas.
- Atualizada em
Descrição: Praias são fechadas na capital Lucas Estevão

Uma ação de conscientização de combate ao coronavírus (Covid-19) ocorreu neste sábado, 11, nas praias da Graciosa, Prata, Caju e em pontos turísticos do distrito de Taquaruçu. A atividade foi liderada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego (Sedem) e Agência Municipal de Turismo (Agtur), em parceria com as secretarias municipais e forças de segurança envolvidas na fiscalização e gestão do enfrentamento da pandemia em Palmas.

 

Durante o encontro, os representantes do poder municipal esclareceram dúvidas dos comerciantes, ressaltaram os cuidados durante a pandemia, Protocolos Sanitários Geral e Específicos, atividades de reabertura dos restaurantes estabelecidas pelo Decreto Nº 1903, de 05 de junho. Sobre o decreto, os representantes lembraram de que ele prevê o funcionamento dos restaurantes, portanto o uso da praia para banho e outras atividades está proibido.  

 

O secretário executivo da Agtur, William Brito, ressalta que essa ação visa conscientizar os comerciantes para que sejam parceiros na condução dos protocolos de enfrentamento ao coronavírus. Segundo ele, caso a equipe de fiscalização identifique a necessidade de implantação de novos protocolos de segurança no estabelecimento, tal providência será executada sob pena de suspensão da atividade. “Entendemos o lado do comerciante, e também dos palmenses que sentem a necessidade de visitar os pontos turísticos, mas queremos que tudo seja feito com segurança, por isso, resolvemos vir pessoalmente conversar com todos vocês, para juntos organizarmos a melhor forma de mantermos o funcionamento dos restaurantes dos pontos turísticos de Palmas”, disse Brito.

 

“Estamos fazendo nosso trabalho, mas a gestão sozinha não consegue fiscalizar a cidade toda ao mesmo tempo, contamos com a colaboração de todos para passarmos com segurança por esse momento difícil. As visitas de hoje foram positivas. Ao final do dia constatamos que não havia aglomerações e nem banhistas na água”, disse o secretário-executivo da Sedem, Raimundo Cavalcante Júnior.

 

Segundo Rafael Henrique, proprietário de um restaurante na praia da Graciosa, os comerciantes e clientes estão aceitando bem as restrições e seguindo as normas. “Estamos comprometidos e adotando todas as medidas de segurança. Nós queremos que os restaurantes da Graciosa façam a diferença, pois queremos ajudar a cidade, e seguir com o funcionamento de cada local”, detalha.

 

O secretário de Segurança e Mobilidade de Palmas, Coronel Luiz Cláudio Gonçalves Benício destaca que o objetivo principal é reverter a situação que hoje Palmas se encontra, ou seja, em um dos piores índices de isolamento social. “A nossa ação é para que haja realmente uma contenção desse ambiente e que a gente possa também continuar com os bons números de não letalidade por conta do vírus. Vamos atuar para evitar a circulação de pessoas e agir forma enérgica para preservar a vida, nosso foco essencial e principal”, conclui.

 

Para a secretária da Sedem, Mila Jaber, esta ação é necessária para conter a aglomeração e o distanciamento social, além da aplicação das normas vigentes. “Vamos fazer um trabalho para conscientizar, orientar e fiscalizar para inibir a aglomeração de pessoas”, enfatiza a gestora.

 

Fiscalizações

 

Participaram das ações representantes da Vigilância Sanitária (Visa), Secretaria de Trânsito da Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu) por meio da Guarda Metropolitana (GMP) e Superintendência de Trânsito e Transportes, Agência Municipal de Turismo (Agtur), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego (Sedem), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedusr) e Polícia Civil.

 

Atividades irregulares ou aglomerações em estabelecimentos comerciais podem ser denunciadas pelo número 153 ou pela Ouvidoria Municipal pelo telefone 0800-6464-156. As operações serão contínuas na Capital.