Palmas, Tocantins -
Sorteio de Moradias
2.613 visualizações

Irmã Zuleide se manifesta sobre sorteio e diz que polêmica veio de ato político

De acordo com nota enviada ao T1, Zuleide mora em Palmas desde 1998 e assim como outros moradores se inscreveu no programa da gestão municipal
- Atualizada em
Irmã Zuleide Arquivo Pessoal

A ex-candidata a vereadora Irmã Zuleide, se manifestou por meio de nota à imprensa, sobre a polêmica envolvendo o sorteio de unidades habitacionais da prefeitura, em que a ex-candidata foi uma das sorteadas apesar do patrimônio avaliado em quase meio milhão de reais.

 

De acordo com a nota de Zuleide, ela mora em Palmas desde 1998 e assim como outros moradores se inscreveu no programa da gestão municipal na esperança de conseguir uma moradia, sendo sorteada agora em 2019.

 

Zuleide atribuiu a polêmica a pessoas ligadas ao que ela chamou de política suja.  “Há anos me inscrevi no cadastro da Prefeitura de Palmas, porque moro na casa da minha mãe. Somente agora fui sorteada, mas, infelizmente pessoas ligadas à política suja e rasteira visando atingir políticos sérios do meu convívio social reuniram informações distorcidas sobre mim e disseminaram em veículos de comunicação e nos grupos de WhatsApp” afirmou.

 

Na sessão da Câmara da terça-feira, 9, o vereador Tiago Andrino (PSB)pediu a apuração do caso e disse que ela foi nomeada para um cargo de diretoria na Prefeitura recentemente. Na mesma sessão o vereador Lúcio Campelo (PR), disse conhecer pessoas que também estão inscritas no cadastrado municipal há 15 anos e que nesse meio tempo as pessoas melhoram de vida.

 

Irmã Zuleide afirmou ter formação, conhecimento e aptidão para ocupar qualquer cargo na administração pública e que isso não define se ela pode ou não ser sorteada em um cadastro habitacional, pode definir na análise documental.

 

A Prefeitura de Palmas também se manifestou sobre o ocorrido e disse que o sorteio é apenas uma das etapas do processo, e que após sorteada a pessoa deve apresentar documentos que comprovem a necessidade.

 

Patrimônio de R$412 mil

 

Quando foi candidata a vereadora em 2016, Irmã Zuleide declarou um patrimônio de R$412 mil, referente a um carro popular no valor de R$12 mil e 20 hectares de terra, no distrito de Barreira dos Campos (PA), no valor de R$400 mil.

 

De acordo com a ex-candidata, apesar das terras não serem dela, mas sim de sua mãe, ela resolveu declarar. “Por primar minha vida na honestidade e legalidade, mesmo não tendo documento dessa propriedade, que na verdade é da minha mãe, considerei ético declarar. Assim também fiz com o carro, que realmente era meu”.

 

Na nota Irmã Zuleide disse ainda ser contra atos de corrupção e lamentou que algumas pessoas usem a política em favorecimento próprio. “É lamentável saber que ainda levaremos anos para evoluir politicamente no Brasil, pois muitos entram na política para se favorecer defender seus interesses pessoais e para conquistar seus objetivos são capazes até mesmo de matar. Sou contra todo ato de corrupção e luto por justiça social, combater à desigualdade social é mais um dos meus grandes sonhos” finalizou.

Notícias sobre:

zuleide palmas