Palmas, Tocantins -
Direito do consumidor
1.248 visualizações

Latam terá que justificar ao Procon suspensão de voos diretos de Palmas para Brasília

A notificação ocorre após a empresa anunciar, no fim do mês de novembro, que a partir do dia 1º de janeiro de 2019 não oferecerá mais voos diretos de Palmas para Brasília.
- Atualizada em
Procon Tocantins notificou a Latam Airlines na tarde de ontem, Divulgação/Procon-TO

O Procon Tocantins notificou a Latam Airlines na tarde de ontem, 4, para que a empresa apresente as justificativas que a levaram a suspender a opção do voos diretos de Palmas a Brasília (DF). A notificação ocorre após a empresa anunciar, no fim do mês de novembro, que a partir do dia 1º de janeiro de 2019 não oferecerá mais voos diretos de Palmas para Brasília.

 

De acordo com o Procon, a companhia aérea tem cinco dias para se manifestar. O órgão quer saber quais os trechos específicos que serão suspensos ou desativados, assim como quais foram os motivos e a base legal que fundamentaram a decisão de suspender os voos.

 

O Procon questiona ainda quantos voos para este trecho já haviam sido agendados e suas respectivas datas. O superintendente do Procon/TO, Walter Nunes Viana Júnior, explicou que é preciso garantir que o direito do consumidor seja assegurado. “É necessário um planejamento correto para que não haja nenhum dano as pessoas que precisam deste serviço. Queremos saber quais as medidas que estão sendo adotadas para atender a demanda destes consumidores, sem causar nenhum transtorno”, afirmou Walter.

 

O gerente de Fiscalização, Magno Silva, ressaltou que foi pedido a Latam que estude uma forma para que os voos diretos não sejam suspensos. “Esta mudança repentina vai causar sérios prejuízos aos consumidores e devemos evitar este desgaste”, garantiu Silva.

 

Para denunciar o descumprimento de direitos do consumidor, o cidadão deve fazer contato com o Procon por meio do Disque Procon 151 e também nos  núcleos, nos  endereços  disponíveis no link: https://procon.to.gov.br/institucional/nucleos-regionais/. Para formalizar a denúncia é preciso checar bem as informações, apresentar comprovantes e fotos para subsidiar as ações de fiscalização.