Palmas, Tocantins -
Polícia

Mulher suspeita de chefiar tráfico de drogas em Barrolândia é presa no Piauí

Ela havia escapado da Polícia Civil do Tocantins, na última quarta-feira, mas acabou sendo localizada em outro estado
- Atualizada em
Polícia Militar do Piauí 

Uma ação conjunta realizada pela Polícia Civil do Tocantins e pela Polícia Militar da cidade de Gilbués (PI), resultou, na última quinta-feira, 19, na prisão de uma mulher de iniciais T.M.M.S. Ela é suspeita de chefiar uma associação criminosa que comercializava substâncias entorpecentes em Barrolândia. Ela foi capturada mediante cumprimento a mandado de prisão, expedido pela Justiça do Tocantins, quando se encontrava na cidade piauiense.

 

Conforme o delegado Aldo Schwanck, responsável pelo caso, no início desta semana, a Delegacia de Barrolândia deflagrou uma operação que resultou na prisão de seis indivíduos que integravam uma associação criminosa voltada pra o tráfico na cidade. “Na ocasião, já sabíamos que uma mulher era a responsável pelo comando do grupo criminoso, mas não conseguimos localizá-la, embora tivéssemos sua identificação”, disse o delegado.

 

Todavia, os policiais civis da DPC de Barrolândia intensificaram os esforços e conseguiram descobrir que a mulher, juntamente com seu marido, que também é procurado pela polícia, estaria na cidade de Gilbués. Com base na informação levantada, a Polícia Civil do Tocantins fez contado com a Polícia Militar do Estado vizinho, por meio de compartilhamento de informações, informou que T.M.M.S estaria na cidade.

 

Desse modo, uma equipe da PM-PI, localizou a investigada e efetuou a prisão da mesma, a qual foi conduzida para a Cadeia Pública de Corrente-PI, onde aguardará recambiamento para o Estado do Tocantins, a fim de responder na justiça pelos atos, supostamente por ela praticados.


 

 

 

Notícias sobre:

trafico barrolândia mulher piauí